Xiaomi cresceu 67.5% em 2017 face ao ano anterior

Filipe Alves
Xiaomi aumentou os lucros em 67.5% em 2017 face ao ano anterior
Imagem ©REUTERS

A Xiaomi é uma empresa impressionante. Já demonstrei várias vezes a admiração por esta marca chinesa e continuo a fazê-lo sempre que considero que a marca ultrapassa todas as expectativas.

A marca chinesa está prestes a abrir a sua IPO (Initial Public Offering), basicamente abrir ao investimento público. Mas antes que o faça, a empresa tem de mostrar os seus dados. Se até ao momento, soltavam os dados de lucro/prejuízo se achasse por bem, a partir do momento que querem ser uma empresa pública, é importante que o façam.

Vê ainda: Huawei Mate 20: Este poderá ser o aspeto do novo smartphone da Huawei

Ontem o CEO e outros executivos da Xiaomi falaram a jornalistas nacionais e internacionais para esclarecerem todas as usas duvidas. As respostas foram impressionantes.

De acordo com o relatório de contas, a empresa chinesa cresceu 67.5% face ao ano anterior. Embora o investimento tenha sido muito e o prejuízo, referido há umas semanas, tenham sido de mil milhões, o prognóstico de sucesso é grande.

Xiaomi não para de crescer e é cada vez mais relevante em Portugal

O crescimento não teve relacionamento direto no mobile. Os smartphones são uma fatia de quase 70% de lucro, contudo, a fatia dos IOS (Internet das coisas) já está nos 20%.

A Xiaomi referiu ainda que acredita que em menos anos conseguirá subir estes 20% para 40%. Televisões inteligentes, luzes, alarmes... Não há nada que a Xiaomi não faça e melhor do que isso, a preços bem inferiores aos concorrentes.

O lucro no setor mobile de 2017 foi um pouco superior a 8%, algo que o CEO da Xiaomi já admitiu que não queria. O responsável máximo da marca admitiu que devolveria dinheiro aos clientes se o seu lucro fosse mais de 5% depois da IPO abrir. Isto porque querem continuar a manter a qualidade/preço imbatível que contam no mercado.

Este crescimento chega numa altura em que a Xiaomi começa a ser mais relevante em Portugal. Os equipamentos da empresa chinesa começam cada vez mais a ocupar os bolsos dos portugueses e tudo indica que o número de utilizadores crescerá à medida que a marca fica mais relevante.

Será garantidamente interessante continuar a escrever sobre a Xiaomi. Não há dia que a marca não me conquiste. Esperemos apenas que continue com esta filosofia por muitos anos.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android: O revolucionário Vivo NEX já começa a bater recordes incríveis

Esperar pelo Samsung Galaxy S10 ou preparar a carteira para o Note 9?

Google Play Store: Top 20 jogos grátis Android mais populares da semana

Via 1 | Via 2

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.