Spyware no WhatsApp! Atualiza a aplicação agora!

António Guimarães

Foi encontrada uma vulnerabilidade no WhatsApp que permitia a instalação de spyware em telemóveis afetados. Pelos vistos um número desconhecido conseguiu explorar essa falha a nível de recurso governamental.

A falha foi encontrada e exposta pelo próprio Facebook, que entretanto já corrigiram a falha. A mesma consistia na exploração de um bug nas chamadas de áudio que permitia a instalação dos spywares.

whatsapp

Isto acontecia independentemente da vítima responder à chamada ou não. Devido à gravidade da falha, será muito difícil determinar quantas pessoas foram afetadas e durante quanto tempo.

Para já a empresa suspeita que apenas um pequeno número de pessoas tenha sido vítima desta ataque. Devido à natureza não trivial do ataque, é provável que houvessem alvos específicos.

O que deves fazer agora

A forma mais simples que tens em manter-te em segurança é atualizar a aplicação assim que possível. Passa na Google Play Store ou Apple App Store e atualiza para a mais recente versão que já não tem esse tipo de problema.

O spyware partiu de uma empresa privada

Eventualmente, foi detetado que o spyware que estava a ser instalado pertence a uma empresa chamada NSO Group. O programa chama-se Pegasus e é normalmente licenciado a governos para infetar e investigar aparelhos de indivíduos suspeitos em determinadas situações.

Portanto, pode ser considerada uma ferramenta de espionagem, algo que nenhuma empresa quer ver a ser utilizada na sua aplicação. O WhatsApp afirma ter demorado 10 dias para alterar o código e deixar o Pegasus inútil dentro da aplicação.

whatsapp

O NSO Group declarou estar a investigar a situação e fez uma declaração onde basicamente 'lavam as mãos' do assunto. A empresa afirma que analisa e investiga possíveis abusos dos clientes mas não se responsabiliza pela forma como o código é utilizado.

Seja como for, a melhor maneira de evitarmos este tipo de situações como utilizadores é manter a app atualizada. Adicionalmente, não devemos atender números de estranhos caso nos liguem pelo WhatsApp pois é uma forma mais pessoal de contacto, logo, um número desconhecido é mais suspeito.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.