União Europeia quer regular avanço de inteligências artificiais. Entende como

António Guimarães
Comentar

De acordo com o ITHome, a União Europeia está a criar um plano para se certificar que as tecnologias de inteligência artificial são aplicadas de forma ética. Desta forma, empresas públicas e privadas poderão ter acesso limitado a inteligências artificiais ou tecnologias de reconhecimento facial em espaços públicos.

Os documentos da União Europeia afirmam que o plano faz parte de um esforço para avaliar os riscos associados com inteligência artificial e todas as suas aplicações possíveis. É importante salientar que este plano irá afetar setores considerados de "alto risco" como saúde e transporte.

Desta forma, é pouco provável que fabricantes de telemóveis sejam afetadas, por exemplo. Em 2017, com o lançamento do iPhone X, a Apple mostrou a sua tecnologia Face ID, o famoso desbloqueio facial. Desde então que outras fabricantes como Huawei e Samsung tem apostado em sensores semelhantes.

A União Europeia não quer ficar atrás

Nações como China e Estados Unidos já fizeram vários progressos no campo da inteligência artificial. Na China, por exemplo, inteligências artificiais são aplicadas em vários campos como a educação, de forma a monitorizar níveis de concentração dos estudantes e distrações.

Contudo, este aumento de controlo no desenvolvimento de inteligências artificiais pode ajudar a aumentar os padrões europeus de privacidade. A União Europeia é famosa por "bater de frente" com gigantes da tecnologia como Google e Facebook nas questões de privacidade e recolha de dados de utilizador.

Em suma, não é exatamente claro o que a União Europeia pretende com este plano. Pode ser uma forma de controlar o desenvolvimento por parte das empresas para proteger a privacidade dos cidadãos. Por outro lado existe a hipótese da União Europeia querer limitar o avanço de certas tecnologias.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.