Apple iPhone X Tim Cook Samsung Huawei
Apple e Huawei continuarão a crescer, ao contrário da Samsung

2018 será um ano especial na media em que o mercado dos smartphones mudará ligeiramente. Essa alteração, por sua vez, deve-se bastante ao Apple iPhone X que, por incrível que pareça, foi bem sucedido mesmo que tenha sido uma pequena desilusão.

No entanto, Samsung, Huawei ou Xiaomi são empresas que também têm algo a dizer acerca daquilo que acontecerá neste novo ano. A questão é saber até que ponto as estimativas que as envolvem – através das suas possíveis vendas – são favoráveis ou não.

Vê ainda: Xiaomi Redmi Note 5 e Redmi Note 5 Pro – Tudo que precisas de saber

Ora, de acordo com um estudo da TrendForce, realizado no mês em que nos encontramos, 2018 talvez não seja o ano que a Samsung tenha esperado. Por um lado, a gigante sul-coreana continuará a ser a maior das vendedoras, chegando até aos 300 milhões de unidades vendidas em doze meses.

Apple e Huawei crescem, atrás da Samsung...

Fantástico. Sim, e não. Não é tão bom no sentido em que, de acordo com a estimativa referida anteriormente, a Samsung acabará por perder uma pequena quota de mercado, em cerca de 7%.

Por outro lado, a Apple – com os sucessores, três ao todo, do Apple iPhone X – conseguirá crescer no mercado onde se encontra, em aproximadamente 3%. Contudo, 2018 parece ser ainda mais emotivo – pela positiva – para uma terceira empresa.

Claro, a Huawei. A empresa chinesa tem apontado um crescimento de quase 1 ponto percentual, isto é, crescerá com o decréscimo da Samsung. Do mesmo modo, ainda que não abordados na tabela, os valores para a Nokia, por exemplo, também são bastante bons.

De facto, ao que parece, a empresa finlandesa conseguirá aumentar as suas vendas em 70% neste novo ano. Assim sendo, no final do mesmo, o número de unidades vendidas deverá alcançar os 20 milhões de smartphones.

Apple iPhone X Samsung Huawei

Por último, o mercado em si crescerá, ainda que de modo muito ligeiro. Se as previsões estiverem corretas – o que não deverá acontecer pois há sempre fatores externos que incapacitam tal acontecimento -, terão sido vendidas 1,5 mil milhões de unidades de smartphones.

Portanto, mais uma vez, o mercado crescerá. Só não se pode dizer que essa tendência se dê a todas as marcas. Em vez disso, serão cada vez menos aquelas que, de facto, através de um ou outro terminal, estão no bolso ou carteira dos consumidores.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Redmi Note 5 e Redmi Note 5 Pro – Tudo que precisas de saber

Nokia 9/Nokia 8 Sirocco: Eis as primeiras imagens reais deste Android

Via