Tesla é processada por atualização que pode esconder defeito nos seus carros

Carlos Oliveira
Comentar

A Administração Nacional de Segurança Rodoviária dos EUA recebeu uma queixa referente a uma atualização de software lançada pela Tesla em maio. Esta atualização foi criada e distribuída depois dos relatos de baterias que se incendiaram.

O principal receio junto dos que subscrevem esta queixa prende-se com as reais intenções da Tesla com esta atualização. Estes pedem que a agência americana investigue se a atualização tem como objetivo esconder algum defeito nas baterias dos carros da Tesla.

Aquando da disponibilização desta atualização, a Tesla referiu que a mesma modificaria algumas definições nas baterias dos carros visados. Questões termais e carregamento das células seriam mexidas com esta atualização.

Tesla Model 3

Utilizadores Tesla começaram a notar uma redução de autonomia

A razão do descontentamento dos condutores tem que ver com a autonomia real dos seus veículos. Os visados clamam que depois desta atualização passaram a ter menor autonomia nos seus Tesla.

No momento da distribuição desta atualização, a Tesla nunca mencionou impactos no alcance das suas baterias. Este cenário tem suscitado alguma confusão e incerteza junto dos queixosos.

Decisão final pode levar a uma recolha dos carros afetados

Sendo esta uma petição para averiguação de defeito, as suas conclusões terão resultados mais gravosos do que uma simples multa para a Tesla. A decisão final sobre o caso poderá originar uma recolha de todos os carros afetados.

No caso de a Administração Nacional de Segurança Rodoviária dos EUA decidir não ordenar uma recolha dos veículos, terá de fundamentar o porquê de tal não ser necessário. Em suma, não é uma decisão que possa ser tomada de ânimo leve.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.