Sucessor do Xiaomi Mi Mix Alpha poderá ser um pouco diferente do original

Carlos Oliveira
Comentar

A Xiaomi revolucionou, uma vez mais, o mercado mobile com o lançamento do Xiaomi Mi Mix Alpha. Este dispositivo conceito, que nunca chegou às prateleiras, destaca-se dos demais pelo simples facto de o seu ecrã estender-se para a sua traseira.

Sem nunca ter admitido que estaria a trabalhar num sucessor para o Mi Mix Alpha, uma nova patente submetida pela Xiaomi revela-nos como poderia ser o seu sucessor. O conceito de ecrã em praticamente todo o equipamento mantém-se, mas com ligeiras modificações.

Xiaomi estuda um smartphone com ecrã que se estende pelas margens superior e inferior

Créditos: LetsGoDigital

O Xiaomi Mi Mix Alpha levou ao extremo os ecrãs com laterais curvas ao estender o painel até à sua traseira. Este design futurista garante ao dispositivo um aproveitamento da sua estrutura de 180%.

Um possível sucessor deste equipamento poderá alcançar o mesmo rácio, mas com uma diferença interessante face ao original. De acordo com a mais recente patente da Xiaomi, o novo modelo teria o seu ecrã curvado na parte superior e inferior.

Na verdade, a empresa chinesa submeteu dois conceitos do género junto das entidades competentes chinesas. O primeiro contaria com uma curvatura mais elíptica, proporcionando um aspeto ainda mais futurista ao produto.

Na sua traseira, teríamos uma estrutura horizontal onde estaria alojada a sua câmara. Este contaria com quatro sensores - mais um que o Mi Mix Alpha - e ainda o respetivo flash.

Créditos: LetsGoDigital

O segundo conceito registado mostra-nos ligeiras diferenças face ao supra citado. Em vez de uma curvatura elíptica, esta seria mais arredondada, dando-lhe uma estética mais semelhante ao que atualmente encontramos no mercado. Também a sua câmara diferiria, desta feita com apenas três sensores na traseira.

Em ambos os conceitos agora registados, refere-se a presença de dois ecrãs no equipamento, um em cada face. Algo que nos inquieta para a possibilidade de haver uma pequena interrupção entre ambos, eliminando o conceito de continuidade introduzido no Mi Mix Alpha.

Esta patente foi submetida em dezembro de 2019, mas só foi publicada pela LetsGoDigital no primeiro dia de 2021. Isto revela-nos que a Xiaomi já se encontra a trabalhar nestes conceitos há mais de um ano.

Não é, por isso, descabido pensar que um equipamento deste género possa ser revelado este ano. Todavia, nada garante que o Xiaomi Mi Mix Alpha venha a ter um sucessor, nem tampouco que esse seja inspirado nos documentos que agora foram revelados.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi: eis os primeiros 21 smartphones a receber a MIUI 12.5
  • Xiaomi Mi 11: estratégia de lançamento "sem carregador" confirma o que todos sabíamos!
  • Xiaomi Mi 11 volta às prateleiras a 5 de janeiro após esgotar em apenas 5 minutos
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.