Samsung pode retirar jack 3,5mm num dos seus smartphones mais populares

Bruno Coelho
Comentar

A entrada de jack 3,5 mm é hoje coisa do passado em smartphones topo de gama. A tendência foi iniciada pela Apple, e estende-se a praticamente todas as marcas, incluindo a Samsung.

Embora esta adorada porta tenha sido abandonada em equipamentos premium, continua a ser incluída na maioria dos equipamentos de gama-média. Mas a julgar pelas últimas fugas de informação, a Samsung prepara-se para a abandonar num dos seus smartphones mais populares.

Samsung Galaxy A33 pode abandonar porta de jack 3,5 mm

Um exclusivo do 91mobiles e do leaker Steve H. McFly revela o alegado design do Samsung Galaxy A33, um dos próximos gama-média da marca. E é notória a ausência desta porta, tanto na parte superior como inferior do equipamento.

Esta fuga de informação surge após ter sido divulgado o alegado design do Galaxy A53 no início do mês de novembro. Este que será o sucessor da linha de gama-média de maior sucesso também não terá, segundo essas imagens, porta de jack 3,5 mm para auriculares.

A fuga de informação mostra um Galaxy A33 com um painel AMOLED de 6,4” polegadas, com uma notch em forma de gota para a câmara frontal. E na zona traseira do equipamento encontramos espaço para quatro câmaras.

Renderizações não oficiais do Samsung Galaxy A33. Crédito: 91 mobiles / On Leaks
Renderizações não oficiais do Samsung Galaxy A33. Crédito: 91 mobiles / On Leaks

O smartphone aparece nestas renderizações não oficiais com uma entrada USB-C e um altifalante no fundo. Onde habitualmente estaria a porta para jack 3,5mm, encontramos a entrada para cartões SIM.

Segundo a fonte, este smartphone de gama-média será apresentado durante o primeiro trimestre de 2022. Resta saber se o abandono desta porta se vai confirmar, e se isso pode afetar as vendas do equipamento.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.