Samsung Galaxy S23 Ultra chega à Europa com uma versão exclusiva de alta frequência do Snapdragon 8 Gen 2

Mónica Marques
Comentar

Parece que é desta que a Samsung vai uniformizar o chip Qualcomm para todos os modelos da próxima geração de topo Galaxy S23.

E as notícias para a Europa não podiam ser melhores, uma vez que o Galaxy S23 Ultra vai chegar equipado com uma versão exclusiva de alta frequência do processador Snapdragon 8 Gen 2.

Europa vai receber Samsung Galaxy S23 Ultra com versão exclusiva de alta frequência do chip Qualcomm

Breaking!The best moment for European users has arrived.The European version of the Samsung Galaxy S23 series is confirmed to use the Snapdragon 8 Gen2, and it is a high-frequency version exclusive to Samsung. Please enjoy it. pic.twitter.com/w6DqCdH30b

— Ice universe (@UniverseIce) 16 de novembro de 2022

Até agora, a Samsung disponibilizava, no mercado europeu, a sua série de topo Galaxy S equipada com processadores Exynos, proprietários da marca, enquanto as restantes regiões do mundo recebiam os mesmos modelos alimentados por chips da Qualcomm.

As diferenças de desempenho faziam-se sentir com cada vez mais pedidos de os utilizadores europeus para esta estratégia ser alterada. Parece que a Samsung vai ceder e é cada vez mais certo que, por fim, a Europa vai receber modelos Galaxy S com processadores Qualcomm.

Estas são boas notícias que melhoram com as novas informações agora divulgadas. De acordo com o leaker Ice Universe, a Samsung vai disponibilizar no mercado europeu o Galaxy S23 Ultra com o processador Snapdragon 8 Gen 2, mas numa versão exclusiva de alta frequência.

A confirmar-se a informação, todo o tempo de espera irá valer a pena.

Nova versão de alta frequência do Snapdragon 8 Gen 2 já passou pelo Geekbench

Mas o conhecido leaker não se fica por revelar a nova versão do chip de topo da Qualcomm, dando também a conhecer os seus resultados na plataforma Geekbench.

O Galaxy S23 Ultra equipado com esta versão do chip Snapdragon 8 Gen 2 emparelhado com 8 GB de memória RAM e a executar o sistema operativo Android 13 obteve 1.504 pontos em testes de núcleo único e 4.580 pontos em testes multi core.

De acordo com as informações divulgadas, a diferença é que o núcelo Kryo Prime baseado em Cortex X3 está a rodar a 3,36 GHz em vez dos conhecidos 3,2 GHz. Os restantes núcleos mantêm as mesmas velocidades.

Claro que os testes nas plataformas de benchemarking dão boas pistas para o desempenho dos smartphones, mas ainda assim não é claro como estes resultados podem refletir-se no mundo real numa utilização diária do smartphone.

Infelizmente teremos de esperar até fevereiro de 2023, não só para confirmar que o Galaxy S23 Ultra traz consigo esta versão exclusiva de alta frequência do processador Qualcomm, como também para avaliar o potencial aumento de desempenho.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. Email:monicamarques@4gnews.pt