Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Samsung e Google a trabalhar num novo processador para o Pixel 8

Mónica Marques
Comentar

Hoje está a ser noticiado que a Samsung e a Google estão a trabalhar juntas no desenvolvimento de um novo processador.

Ao que tudo indica, o chip será baseado no Exynos 2300 da Samsung e pode vir a ser o coração da próxima série Pixel 8 da Google.

Samsung e Google a trabalharem num novo processador baseado no Exynos 2300

Pixel 7
Crédito@Google

Não é novidade que a Samsung e a Google “gostam” de trabalhar em conjunto e, por isso, não surpreende que as notícias de hoje deem conta de que ambas as empresas estão novamente juntas num projeto.

A notícia está a ser avançada pelo site alemão Winfuture que garante que as duas empresas tecnológicas estão atualmente a desenvolver um novo processador. O chip será baseado no Exynos 2300 da Samsung e poderá ser integrado na próxima geração de smartphones Pixel 8.

De acordo com a mesma fonte, este novo chip poderá ser uma versão mais personalizada aos modelos Pixel e iria estar acompanhado pelo modem Samsung G5300 da Samsung, à semelhança do que já se passa com o chip Google Tensor G2 SoC.

O nome de código do novo processador é Zuma e, segundo o mesmo site alemão, este poderá chegar equipado com otimizações ao nível do Machine Learning e da Inteligência Artificial.

O site Winfuture adianta também que a Google está a desenvolver os próximos Pixel 8 e Pixel 8 Pro que têm agora o nome de código Shiba e Husky, respetivamente.

Espera-se que a Google mantenha o cronograma de lançamento habitual e, por essa razão, a nova geração Pixel será apresentada em outubro de 2023.

Para já apenas se sabe que ambos os modelos podem ter de até 12 GB de memória RAM, sendo que o terminal Shiba vai contar com um ecrã com resolução de 2268x1080 pixéis ao passo que o ecrã do Husky terá uma resolução de 2822x1344 pixéis.

Processador Tensor G2 já trouxe consigo otimizações ao nível da Inteligência Artificial

A 6 de outubro, a Google revelou a sua nova geração de smartphone Pixel 7 que inclui um modelo base e uma variante Pro. Ambos são alimentados pelo também novo processador Tensor G2 SoC.

Logo no dia da revelação, a própria Google salientou que a Inteligência Artificial e o algoritmo de processamento de imagem estavam melhorados, graças à integração do novo chip, e permitem agora novos recursos como reconhecimento de fala e tradução ao vivo.

Pelos vistos, pretende fazer ainda mais melhoramentos no que respeita a Inteligência Artificial e Machine Learning para a série Pixel 8.

Por outro lado, a série Pixel 7 conta também com novos algoritmos de eficiência energética, assim como nova tecnologia de exibição OLED, além de que o processador Tensor G2 é bastante poupado no consumo de energia, diz a Google.

A nova série de smartphones Google pode ser adquirida na Amazon Espanha, onde o Pixel 7 está disponível por € 655 enquanto o Pixel 7 Pro tem um custo de 913 euros.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. Email:monicamarques@4gnews.pt