Realme estará a preparar a sua independência da OPPO

Carlos Oliveira
Comentar

A Realme é uma das empresas tecnológicas com maior crescimento no mercado desde a sua fundação em maio de 2018. Esta jovem marca nasceu no seio da poderosa OPPO e assim partilham muita tecnologia essencial aos seus produtos.

Agora, contudo, vemos um primeiro sinal que poderá indicar a separação das duas marcas, ou pelo menos, uma maior independência entre a Realme e a OPPO. Isto após o desaparecimento dos produtos da primeira da loja online oficial da OPPO na China.

Realme retira os seus produtos da loja OPPO Mall na China

Tal como reporta a publicação ITHome, já não é possível encontrar os produtos da Realme na OPPO Mall. Importa notar que esta é a loja online oficial da tecnológica chinesa OPPO e onde podemos encontrar também vários produtos da OnePlus.

Realme GT Neo 3
Este é o Realme GT Neo 3. Créditos: Trusted Reviews

Agora, caso o utilizador siga alguma ligação com destino à secção da Realme será confrontado com a seguinte mensagem: "Este produto foi retirado das prateleiras, vamos procurar outros produtos". Note-se que também a sub-secção da marca foi removida da aplicação.

Entretanto, a loja oficial Realme Mall continua operacional e conta com o habitual portefólio de produtos da marca. Portanto, os utilizadores chinesa deverão agora dirigir-se à loja independente da Realme caso desejam adquirir algum dos seus equipamentos.

Embora nenhuma razão tenha sido avançada para o desaparecimento da Realme da OPPO Mall, a independência da jovem marca parece ser a razão. Esta é a tese que mais consenso reúne entre as publicações ligadas ao setor tecnológico.

Não seria a primeira vez que uma sub-marca se separaria da sua empresa fundadora após atingir grande sucesso no mercado. Veja-se, a título de exemplo, a separação da Redmi que opera agora de forma independente da Xiaomi.

A Realme foi uma das marcas que mais cresceu nos últimos anos, mesmo num contexto de pandemia e com o mercado de smartphones em contração. Deste modo, não é de estranhar que o próximo passo seja uma maior independência da OPPO, com a sua própria estrutura de decisão.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.