OnePlus dá grande notícia aos fãs, após fusão com a Oppo

Bruno Coelho
Comentar

Tal como a 4gnews noticiou esta quarta-feira, a Oppo e a OnePlus anunciaram aquilo a que se pode chamar uma fusão entre as duas marcas. Estas já partilhavam as equipas de pesquisa e desenvolvimento, mas agora é dado um passo em frente.

A Oppo e OnePlus partilharão mais equipas e recursos. Algo que, na prática, significa que a OnePlus funcionará como submarca da Oppo. Mas imediatamente se colocou uma grande questão entre os fãs da marca. Iria esta manter-se no adorado OxygenOS ou adotar o ColorOS da Oppo?

OnePlus garante que vai continuar a usar o OxygenOS globalmente

Em declarações ao MySmartPrice, a OnePlus descansou os fãs. Embora as equipas da Oppo e OnePlus vão partilhar recursos para criar melhores produtos, vão continuar a trabalhar de forma independente.

Recorde-se que esta dúvida surge após, no início deste ano, a própria OnePlus ter anunciado que os seus smartphones na China passariam a chegar com ColorOS. Felizmente tal não vai acontecer a nível global.

OnePlus Nord CE, o mais recente smartphone da marca

O OxygenOS vai manter-se como o user interface global no Android 12. O que poderá ser feito é o aproveitamento de boas características do ColorOS a integrar no OxygenOS da OnePlus.

“Quanto à marca OnePlus - continuaremos a operar de forma independente, focados em fornecer os melhores produtos e experiência possíveis, como sempre fizemos. Continuaremos a lançar produtos OnePlus, a realizar eventos (esperamos que pessoalmente em breve) e a interagir diretamente contigo para feedback pelos mesmos canais OnePlus de sempre. O compromisso da OnePlus contigo permanece o mesmo”, pode ler-se no comunicado oficial da marca. Se tudo será mesmo assim, só o tempo o dirá.

Editores 4gnews recomendam:

  • OnePlus anuncia fusão com a OPPO marcando o fim da era "Never Settle"
  • Xiaomi Mi Pad 5 vai chegar à Europa. Lançamento iminente!
  • Xiaomi toma novas medidas face ao seu primeiro carro elétrico
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.