Nokia quer tirar a OPPO e OnePlus do mercado após vitória na Alemanha

Rui Bacelar
Comentar

A Nokia já colocou duas empresas do grupo BBK Eletronics para fora de um dos maiores mercados europeus, a Alemanha. Com efeito, tanto a OPPO como a OnePlus, desde agosto de 2022, encontram-se barradas judicialmente de vender os seus smartphones na nação germânica, situação que se mantém.

Em causa está uma violação de patentes, alegada pela Nokia e judicialmente reconhecida na Alemanha. O caso foi julgado procedente em duas instâncias, ou seja, a favor da empresa finlandesa, e veio banir estas marcas chinesas do coração da Europa. Porém, a Nokia quer ir mais além, visando um mesmo desfecho em mais Estados.

Nokia processa OPPO em mais mercados após vitória judicial na Alemanha

OPPO Reno 8 Pro 5G

A OPPO e a OnePlus não vendem os seus smartphones Android na Alemanha desde o início de agosto de 2022 após duas instâncias judiciais darem razão à pretensão da Nokia.

A tecnológica finlandesa processou as rivais chinesas pela utilização indevida de duas patentes Standard-Essential Patents (SEP).

Como resultado, desde a divulgação da sentença que os websites de ambas as empresas chinesas estão desprovidos de smartphones, mas agora a Nokia quer ir mais além.

Segundo consta, a tecnológica pretende que estas mesma decisão se aplique a vários outros países na Europa, bem como na Ásia.

A notícia foi avançada primeiramente pela publicação Nokia Power User, dando conta das mesmas pretensões em mercados como a Austrália, bem como outros pontos do globo.

Em causa está a utilização indevida de patentes 4G e 5G pertencentes à Nokia

Em causa está a violação de patentes que versão sobre diversas tecnologias de redes 4G e redes 5G que a Nokia alega agora serem indevidamente usadas pela OPPO.

A propósito, recordamos que a Nokia e a OPPO haviam firmado um acordo de utilização destas patentes a vigorar entre 2018 e 2021.

Desde então, a OPPO terá continuado a usar as mesmas patentes previamente cedidas, mediante negociação, pela Nokia, mas entretanto sem permissão para tal.

Agora, a Nokia pede ressarcimentos e uma ação punitiva que impeça a fabricante chinesa de continuar a operar em vários mercados devido a esta infração contratual.

Por fim, recordamos as declarações da marca, datadas de agosto último, quando a decisão judicial entrou em vigor na Alemanha.

Nokia sues OPPO in other markets after forcing it out of Germany smartphone market #Nokia https://t.co/eoF5I7K2w7

— Nokiapoweruser (@Nokiapoweruser) 12 de outubro de 2022

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt