Mais problemas para a Huawei: marca deixa de receber chips da Samsung nos próximos dias!

Filipe Alves
Comentar

É triste ver a Huawei numa situação destas. A cada dia que passa temos más notícias para todos aqueles que ainda acreditam que a marca asiática vai dar a volta à situação.

Se há uns dias falamos que a Samsung deixou de fornecer ecrãs à Huawei, agora é a vez da Samsung cortar o fluxo de componentes. Chips que são cruciais na construção de smartphones.

Samsung e SK Hynix deixam de fornecer chips e ecrãs à Huawei

Huawei smartphones Samsung

Tudo começou porque Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos da América, referiu que iria também atacar marcas que continuassem a fornecer produtos ou serviços à Huawei.

Com receio de ficarem na lista negra do Presidente dos Estados Unidos, as fabricantes cessaram o fornecimento de produtos à Huawei. Aliás, o stock da SK Hynix teve uma queda assim que Donald Trump referiu isso mesmo.

A Samsung também não se quer arriscar a sofrer as consequências. Ainda que a Samsung seja vista de uma forma diferente nos EUA, não deixa de ser um risco desnecessário para a marca.

Assim sendo, a partir do próximo dia 15 de setembro a Samsung deixa de fornecer chips à Huawei para a construção dos seus smartphones.

Huawei pondera desistir de smartphones

Já se falou que a Huawei está a ponderar desistir dos smartphones. É uma decisão sensata porque a marca está com sérios problemas em encontrar parceiros de negócio para o fornecimento de materiais de construção.

Ainda assim, a Huawei não desiste. Na apresentação da EMUI 11, sistema operativo da Huawei, a marca referiu que os smartphones com um novo sistema operativo (que não Android) estão para chegar.

Esse sistema chama-se Harmony OS e é desenhado pela Huawei para vários equipamentos. Desde pequenos smartwatches a computadores ou smartphones.

Esta novela virou um filme de terror para a Huawei. Da nossa parte resta-nos esperar para ver como será o desfecho.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.