Já sabemos qual é o smartphone misterioso da Huawei

Mónica Marques
Comentar

Recentemente foi detetado um novo smartphone da Huawei em listagens de certificação, mas o terminal estava envolto numa aura de mistério, já que ninguém sabia qual seria o modelo.

Agora foi finalmente descoberto e imagens ao vivo confirmam que se trata de um novo modelo da série Nova da Huawei.

O smartphone misterioso é um Huawei Nova que inclui um sensor de 108 MP

Huawei Nova
Uma imagem ao vivo do Huawei Nova foi detetada no site TENAA Crédito@TENAA

Foi descoberta a identidade do smartphone misterioso da Huawei que surgiu, recentemente, em alguns sites de certificação. Ao que tudo indica trata-se de um novo modelo da série Nova que foi identificado graças às imagens ao vivo divulgadas.

E é na lista da TENAA que podemos ver as imagens do novo terminal, cujo nome não foi revelado, mas que mostra a marca Nova na zona traseira do modelo. Como esperado, trata-se de um modelo com comunicações 4G que vai executar o HarmonyOS. Tem como número de modelo JLN-AL00 e está equipado com um ecrã LCD de 6,78 polegadas com uma resolução de 2388 x 1080 pixéis.

Como anteriormente divulgado, o novo terminal Nova integra uma configuração de câmara traseira quádrupla, num original módulo oval, que inclui um sensor primário de 108 megapixéis, auxiliado por um segundo sensor de oito megapixéis e mais dois de dois megapixéis cada um.

O smartphone Nova vai ser alimentado por uma bateria de 3900 mAh com suporte para carregamento rápido de 66 watts e aos comandos estará um processador octa-core de 2,4 GHz, para já ainda desconhecido, que estará emparelhado com 8 GB de RAM e de até 256 GB de armazenamento interno.

Em breve, teremos mais novidade sobre o terminal até hoje desconhecido que chegará com um peso pluma de 191 gramas e uma variante azul forte que dificilmente passa despercebida.

Chips HiSilicon vão voltar e chegam ainda este ano

Huawei HiSilicon
Cartaz da Huawei que anuncia o regresso dos chips HiSilicon

Devido às sanções impostas pelos Estados Unidos da América, a Huawei tem tido mais dificuldades que os restantes fabricantes para ultrapassar as dificuldades causadas pela crise de escassez de componentes.

E ainda que a Huawei recorra à Qualcomm para o fornecimento de chips, sem comunicações 5G (mais uma sanção em vigor), a empresa precisava de encontrar uma solução eficiente a longo prazo. E parece que conseguiu ao manter ativa a sua divisão HiSilicon que concentrou os seus esforços no design de chips.

Recentemente, a Huawei divulgou um teaser que anuncia que os chips HiSilicon estão vivos e que vão regressar ao mercado ainda este ano. Mais a empresa não avança e mantêm-se no ar várias questões relacionadas com quem fará parte da produção dos chips e que tipo de solução vai existir para o suporte a comunicações 5G.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.