Inteligência Artificial Rekognition da Amazon causa controvérsia por conseguir identificar medo

António Guimarães
Comentar

A Amazon melhorou o seu serviço Rekognition, baseado em inteligência artificial. A empresa afirma que o serviço consegue agora reconhecer medo nas expressões faciais, além de outras 7 emoções como tristeza, raiva, calma, surpresa, confusão e aversão.

O Rekognition é um serviço disponibilizado para programadores. Os mesmos podem utilizar o Rekognition para desenvolver apps capazes de detectar objetos, cenários e faces em imagens. Assim sendo, a tecnologia de reconhecimento de imagens pode ser extremamente útil em apps.

Analista do Amazon Web Services mostrou descontentamento

A inclusão do reconhecimento de medo despertou algum descontentamento entre algumas pessoas. Uma delas foi Corey Quinn, economista e analista dos Amazon Web Services.

Are you fucking kidding me?AWS comes under fire for Rekognition sales to the federal government, who in turn is building concentration camps for children, and AWS's response is to improve "age range estimation" and "fear detection" in the service?Are you FUCKING KIDDING ME?! https://t.co/RiQ850uAFq

— Corey Quinn (@QuinnyPig) 12 de agosto de 2019

De acordo com o analista, os Amazon Web Services não deviam ser disponibilizados ao governo ou forças de autoridade por causa de abuso de poder. O facto do Rekognition providenciar agora reconhecimento facial de medo não é ético, de acordo com Quinn.

Recentemente, a Amazon disponibilizou o Rekognition ao centro de imigração dos Estados Unidos. Quinn acusa o governo americano de construir 'campos de concentração' para crianças imigrantes e a Amazon Web Services de colaborar.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.