Huawei: smartphone dobrável chega à Europa com preço superior ao Samsung Galaxy Z Flip 3

Mónica Marques
Comentar

Huawei e Samsung são as duas marcas que mais apostam no mercado de smartphones dobráveis e, por essa razão, os seus modelos competem diretamente.

Agora finalmente o novo P50 Pocket da Huawei chega ao mercado europeu, mas com um preço superior ao atual do Galaxy Z Flip 3, o que pode desanimar alguns dos potenciais compradores.

Huawei P50 Pocket chega com um custo a partir dos 1.299 euros

A Huawei lançou o seu mais recente smartphone dobrável no final do ano passado. Mas a marca apenas disponibilizou o P50 Pocket no mercado chinês. Agora finalmente o modelo chega a nível global, mas esta bela traz consigo um senão: o preço a começar nos 1.299 euros.

Na verdade, a Huawei está a disponibilizar o seu mais recente dobrável por um custo superior ao vendido na China e, como se tal não fosse suficiente, este smartphone chega também com um preço superior ao seu grande rival Galaxy Z Flip 3 da Samsung que atualmente está disponível em Portugal por desde 949,90 euros.

Mais: a marca chinesa está a disponibilizar a variante dourada do terminal com 12 GB de RAM e 512 GB de armazenamento interno por um custo ainda maior de 1.599 euros. Mais uma vez se compararmos com a versão mais cara do modelo da Samsung que tem 256 GB de armazenamento e 8 GB de RAM e custa 999,90 euros, a Huawei terá a vida dificultada, ainda que ofereça o dobro da capacidade que o seu rival.

Especificações do Huawei P50 Pocket

Mas preços à parte, o P50 Pocket traz consigo especificações bastante interessantes para um modelo dobrável. Vem equipado com um ecrã OLED flexível de 6,9 polegadas com uma resolução de 2790x1188 pixéis, uma taxa de atualização de 120 Hz e de amostragem ao toque de 300 Hz. De acordo com a marca este modelo tem também suporte para escurecimento PWM de alta frequência de 1440 Hz.

Na parte ótica apresenta também bons argumentos com uma configuração de câmara tripla traseira que inclui um sensor primário de 40 megapixéis, complementado por um sensor ultra grande angular de 13 megapixéis e um terceiro sensor de 32 megapixéis. Na frente conta com uma câmara de 10,7 megapixéis.

Aos comandos está o processador Snapdragon 888 com suporte para comunicações 4G, devido às sanções impostas à marca, e a alimentar o terminal está uma bateria de 4000 mAh com o suporte para carregamento rápido com fios Huawei SuperCharge de 40 watts.

De resto, a Huawei está a disponibilizar este modelo em duas variantes que diferem na memória RAM e na capacidade de armazenamento, sendo que uma versão oferece 8 GB da primeira e 256 GB da segunda, enquanto a versão superior conta com 12 GB de RAM e 512 GB de memória interna.

Editores 4gnews recomendam:

  • Samsung Galaxy S22 trazem funcionalidades exclusivas para estas apps Google
  • Xiaomi: depois de trotinete, vem aí um smartphone em parceria com a Mercedes
  • Samsung atualiza os relógios Galaxy Watch4 em dia de Galaxy S22
Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.