Huawei que colocar as apps da Google na sua loja de aplicações

Carlos Oliveira
Comentar

A Huawei tem enfrentado tempos difíceis depois de Donald Trump ter colocado a tecnológica na lista negra dos EUA. Consequência dessa decisão é a impossibilidade de a Huawei licenciar o Android nos seus equipamentos e ter acesso aos serviços da Google.

Perante este cenário, a chinesa tem uma nova ideia para tentar contornar o problema. Segundo o que avança a CNBC, a Huawei quer que a Google coloque as suas aplicações na AppGallery.

Caso tal possa ser alcançado, a Huawei fornecerá aos seus utilizadores fora da China os serviços da Google, mesmo sem ter o Android devidamente licenciado. Fica, no entanto, por perceber se estes seriam disponibilizados como um pacote ou de forma individual.

Huawei Mate 30 Pro

Huawei invoca a presença das apps da Google na App Store

É verdade que os serviços da Google não vêm pré-instalados no iPhone, mas os seus utilizadores podem usá-los, mesmo assim. Para tal, só têm de ir à loja de aplicações da Apple e descarregar aquilo que pretendem.

Este é o argumento no qual a tecnológica chinesa sustenta a sua pretensão. "Esperamos que os serviços do Google possam estar disponíveis na AppGallery, assim como os serviços do Google estão disponíveis na App Store da Apple".

Mas a pergunta é: será isto legal?

Recuando a maio de 2019, Donald Trump emitiu um decreto que proíbe qualquer empresa norte-americana de negociar com a Huawei. Em causa, estão receios de um eventual esquema de espionagem da tecnológica em favor do governo chinês.

Sendo a Google uma empresa americana, perante este decreto, fica proibida de fazer negócios com a Huawei. Portanto, levanta-se a dúvida se este esquema não será igualmente ilegal aos olhos da lei norte-americana.

Há data deste artigo, a Google ainda não se pronunciou sobre a ideia. A Huawei já demonstrou, mais que uma vez, que quer continuar a trabalhar com a gigante das pesquisas, mas a tarefa não tem sido fácil.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.