Huawei P60 e Mate 60 chegam em 2023 com processadores Snapdragon

Carlos Oliveira
Comentar

A vida não está fácil para a Huawei após as sanções impostas pelo governo norte-americano, mas a tecnológica não desiste da sua presença no mercado. Essa será reforçada em 2023 com o lançamento das linhas Huawei P60 e Huawei Mate 60.

Os próximos topos de gama da chinesa ainda deverão demorar a ser apresentados, mas já são tema de notícia. Segundo os rumores conhecidos, a Huawei voltará a usar processadores da Qualcomm nestes dispositivos.

Mate 60 series sm8525 4G P60 series continue with 8+G1 (mass production will starting soon.) (Don't wait 5G or Kirin) #HuaweiMate60 #HuaweiP60 pic.twitter.com/wkQWREdpTE

— Teme (特米)|🇫🇮🇨🇳 (@RODENT950) 8 de dezembro de 2022

Huawei P60 chegará com o processador Snapdragon 8+ Gen 1

As informações foram partilhadas por @RODENT950, reiterando que a Huawei voltará a olhar para a Qualcomm como peça importante no desenvolvimento dos seus equipamentos. Será, uma vez mais, a norte-americana a fornecer os essenciais processadores.

Com efeito, o Huawei P60 chegará ao mercado com o Snapdragon 8+ Gen 1. No entanto, importa sublinhar que este SoC virá limitado às ligações de rede 4G em virtude das sanções impostas à Huawei ainda pela administração Trump.

Recordo que a Huawei está proibida de adquirir qualquer tecnologia relacionada com as redes móveis de quinta geração com origem americana. No entanto, pode comprar processadores americanos desde que não possuam essa tecnologia.

Huawei P50

Os processadores da Qualcomm limitados ao 4G voltarão a ser a única opção viável para a tecnológica chinesa. Fê-.lo nos modelos apresentados este ano e repetirá a façanha em 2023.

Huawei Mate 60 contará com o Snapdragon 8 Gen 2

No que concerne ao Huawei Mate 60, este virá equipado com o processador Snapdragon 8 Gen 2, o mais recente da Qualcomm. Uma vez mais, com uma limitação que impede a sua compatibilidade com ligações 5G.

No entanto, não devemos esperar pelo lançamento destes topos de gama tão cedo. Os Mate 50 foram desvendados em setembro deste ano e possivelmente só veremos os seus sucessores pela mesma altura do ano de 2023.

Importa sublinhar que nenhuma destas informações foi confirmada pela Huawei nem pela Qualcomm. Embora tais dados pareçam bastante plausíveis, há margem de manobra para qualquer alteração de planos.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.