Huawei Mate 50 devem chegar apenas no início de 2022

Carlos Oliveira
Comentar

Longínquos vão os tempos em que a Huawei se posicionava como figura de grande relevo no mercado de tecnologia móvel. Atualmente, a tecnológica chinesa esmoreceu no interesse dos utilizadores, mas isso não a impede de desenvolver a nova linha Huawei Mate 50.

Tradicionalmente revelada no outono, a próxima linha de topos de gama Mate enfrenta a incerteza que pautou o lançamento dos Huawei P50. Concretamente, os novos Huawei Mate 50 só deverão ser lançados no próximo ano.

Huawei Mate 50 chegarão no primeiro trimestre de 2022

O conhecido leaker Digital Chat Station aponta o primeiro trimestre de 2022 como calendário para o lançamento da linha Huawei Mate 50. Resta saber se a fonte de refere ao momento da sua apresentação ou da sua chegada às lojas.

Huawei Mate

Note-se que a Huawei agendou um evento, para a revelação de novos produtos, para 21 outubro, em Viena. Nada foi, por enquanto, confirmado relativamente ao teor dessa apresentação, mas era esperado que os Mate 50 protagonizassem a ocasião.

Nesse sentido, as novas informações veiculadas por Digital Chat Station não afastam completamente essa revelação no próximo mês. Contudo, indica que a chegada dos smartphones aos mercados possa acontecer apenas no início do próximo ano.

Snapdragon 898 4G será o motor dos Huawei Mate 50

A mesma fonte revela que os Huawei Mate 50 utilizarão o processador Snapdragon 898 na sua versão 4G. Uma limitação imposta pela administração norte-americana, privando a tecnológica chinesa do acesso a qualquer tecnologia relativa ao padrão de redes móveis 5G.

Considerando que o Snapdragon 898 ainda não foi apresentado, é credível que os Huawei Mate 50 cheguem ao mercado apenas no início de 2022. Mas a ser isso verdade, é pouco provável que a chinesa anuncie já um smartphone equipado com um SoC ainda por desvendar.

Em síntese, adensa-se o mistério relativamente ao lançamento dos Huawei Mate 50. Tal com sucedeu com os P50, a nova linha de topos de gama é tudo menos uma certeza.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.