Huawei Mate 40 Pro visto pela primeira vez em imagens reais

Carlos Oliveira
Comentar

A Huawei já confirmou o lançamento da nova linha Mate 40 para o presente mês. Isso significa que os equipamentos estão já numa fase avançada de testes, logo não admira que comecem a ser vistos fora das instalações da Huawei.

Prova disso é o recente aparecimento do Huawei Mate 40 Pro nas mãos de um anónimo. As imagens foram partilhadas pela plataforma Slashleaks e mostram o próximo topo de gama dentro de uma capa de proteção.

Huawei Mate 40 Pro

Infelizmente, esta capa de proteção para o alegado Huawei Mate 40 Pro faz um excelente trabalho em esconder a estética do equipamento. Mesmo assim, esta imagem revela que o equipamento terá uma coluna na parte superior.

Este parece ser um indicador de que o Huawei Mate 40 Pro virá com colunas estéreo, mas falta-nos ver a sua parte inferior para comprovar esta teoria. Já na segunda imagem é possível vermos o seu ecrã extremamente curvado, indo ao encontro dos rumores que falam num ecrã em cascata.

Huawei Mate 40 Pro

Huawei Mate 40 Pro será o fim de uma era para a chinesa

A linha Mate sempre foi aquela onde a Huawei introduziu novas tecnologias que mais tarde viriam a ser transversais aos seus topos de gama. Contudo, os novos Mate 40 deverão significar exatamente o inverso.

Tudo indica que os Huawei Mate 40 serão os últimos a utilizar processadores Kirin. Isto porque os governos dos EUA conseguiu arranjar forma de impedir a Huawei de comprar novos processadores a partir de 15 de setembro.

Posto isto, o futuro da gigante chinesa é muito incerto. Ainda não se sabe qual poderá ser a alternativa, com a Qualcomm e a MediaTek a terem já solicitado permissão para fornecer a Huawei. Todavia, temos também rumores a indicar que a chinesa poderá desistir deste mercado já em 2021, o que me parece improvável.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.