Huawei em apuros: agora é o Reino Unido a deixar de lado a sua tecnologia 5G

Filipe Alves
2 comentários

A Huawei não está a ter um percurso fácil nos últimos anos. Agora é a vez do Reino Unido tomar decisões em deixar de lado a tecnologia 5G da Huawei. Aliás, o Telegraph chega mesmo a indicar que o Reino Unido tirará as antenas 5G já montadas pela Huawei.

A Huawei conseguiu um acordo de 35% do mercado tecnológico 5G do Reino Unido. Contudo, as informações referem que a forte pressão dos seus (há muito aliados) Estados Unidos da América, fizeram com que as terras de Sua Magestade mudasse de ideias.

Huawei não está a ter uma vida fácil

Huawei 5G

Desde que Donald Trump tomou poder que a Huawei sofre do "fogo cruzado" entre os EUA e a China. O governo norte-americano refere que a empresa asiática não é de confiança e que é uma ameaça à segurança nacional. Contudo, não há provas que essas informações sejam verdadeiras.

A verdade é que a Huawei só começou a sofrer quando Donald Trump teve problemas com as negociações de comércio com o governo chinês. Sendo a Huawei uma das fabricantes mais importantes do país, é possível que tenha sofrido de tabela.

Portugal tem acordo com a Huawei

Para já tudo parece inalterado em Portugal. Ao que parece, a Huawei será um dos principais construtores de 5G no nosso país e não nada indica que as operadoras e o governo português possa mudar de ideias. Ainda assim, foram muitos os países que já avisaram sobre as possíveis ameaças de segurança de informação dos utilizadores.

Estamos numa situação complicada. A Huawei é das fabricantes que fabrica o 5G mais barato, contudo, é uma das fabricantes que mais está a gerar contestação. Com razões para isso? Só o futuro o dirá.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.