Google retira várias apps chinesas fraudulentas da Play Store

António Guimarães

A Google mandou retirar algumas aplicações populares da Play Store na sequência de um escândalo de fraudes em publicidades. As apps contém code que abrem automaticamente anúncios sem o conhecimento do utilizador.

O mais caricato é que os utilizadores nem precisam de ter a aplicação aberta. Os cliques em anúncios acontecem mesmo co ma app fechada, resultando em consumos excessivos de bateria e dados móveis.

play store

Uma destas apps fraudulentas é a Selfie Camera com mais de 50 milhões de downloads na Google Play Store. Isto significa um potencial de risco para um número massivo de utilizadores.

Esta fraude foi descoberta pela investigadora Check Point que encontrou o código malicioso colocado pelos programadores das apps em questão. Contudo, existe uma empresa que possui seis das apps descobertas pela investigação.

A tecnológica chinesa Baidu está relacionada com estas apps

A desenvolvedora de aplicações DU Group é responsável pela Selfie Camera e mais seis aplicações fraudulentas. Cerca de 34% da DU Group é propriedade da empresa chinesa Baidu.

android

Embora isso não torne a Baidu diretamente responsável pelo esquema, não deixa de estar relacionada. Principalmente porque estas apps também recolhem dados dos utilizadores, enviando posteriormente para a empresa.

Algumas das outras apps retiradas são Omni Cleaner, RAM Master, Smart Cooler, Total Cleaner e AIO Flashlight, além da popular Selfie Camera. Estas são as 'típicas' apps de manutenção, que normalmente tem um efeito nocivo no smartphone.

Fraudes de publicidade são um grande problema na China

Muitas outras aplicações foram descobertas na sequência desta investigação, levando à conclusão de que este é um grande problema para a Google. Algo que não pode ser de todo ignorado.

china tech

A verdade é que existe muito dinheiro a ser feito com estes esquemas. O negócio de publicidades é a fonte de receitas número um no mundo online. Se as desenvolvedoras fraudulentas conseguirem instalar os seus programas no teu smartphone, já ganharam.

É bastante comum vermos pessoas com smartphones recheados de apps intrusivas que interrompem a utilização normal do telemóvel. Sejam launchers com pop-ups ou lockscreens com publicidades.

A Google tem vindo a fazer vários esforços para lutar contra este tipo de apps com o seu programa Google Play Protect. Contudo, é difícil detetar este tipo de comportamento quando as apps cumprem todas as regras de segurança.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.