Este smartphone vai "roubar" o protagonismo ao dobrável Samsung Galaxy Z Flip 3

Mónica Marques
Comentar

A Huawei revelou hoje oficialmente algumas das suas novidades mais aguardadas e entre estas está o novo smartphone dobrável P50 Pocket.

O modelo chega com características de topo inesperadas e pode vir a tirar o protagonismo ao rei dos smarphones dobráveis Samsung Galaxy Z Flip 3.

Huawei P50 Pocket com mecanismo de dobradiças totalmente renovado

Huawei P50 Pocket
Na apresentação do Huawei P50 Pocket foi possível ver o tamanho portátil do novo terminal

A Huawei está a terminar o ano de 2021 da melhor maneira, ao apresentar várias novidades com potencial para serem bem-sucedidas e protagonistas em alguns segmentos de mercado. Esse será, com certeza, o caso, do novo smartphone dobrável da marca P50 Pocket.

E dúvidas existissem sobre o facto de o novo P50 Pocket se assumir como um rival direto do Samsung Galaxy Z Flip 3, estas foram dissipadas com a apresentação de hoje da marca chinesa em que não faltaram comparações entre os dois modelos.

Desde logo a comparação entre os mecanismos de dobradiças. Tudo porque a Huawei desenvolveu um mecanismo totalmente novo, apresentado agora pelo P50 Pocket, em que as dobradiças quando estão dobradas, permitem que as duas metades do terminal fiquem completamente paralelas entre si. Tal não é possível no concorrente Samsung.

A bateria integrado no novo Huawei P50 Pocket é também um elemento diferenciador, uma vez que mais nenhum equipamento do género integra uma bateria de 4000 mAh com suporte para carregamento rápido de 40 watts.

Huawei surpreende com processador Snapdragon 888 4G

Huawei P50 Pocket
O ecrã do Huawei P50 Pocket tem uma taxa de atualização de 120 Hz

Por outro lado, a Huawei também conseguiu surpreender com o chip integrado no novo modelo dobrável. Todos os rumores indicavam como certo que o P50 Pocket estaria equipado com o Kirin 9000, mas a marca chinesa colocou o Snapdragon 888 aos comandos do terminal.

Já sem surpresa é o facto de o novo dobrável apenas oferecer suporte para comunicações 4G, uma vez que devido às restrições norte-americanas a marca está impedida de utilizar 5G.

Real time convenience for your daily needs.Check the weather, catch up on notifications or see your stunning selfies in real-time with the handy cover screen on #HUAWEIP50Pocket. pic.twitter.com/HhXXRZGt2F

— Huawei Mobile (@HuaweiMobile) 23 de dezembro de 2021

O P50 Pocket conta também com um ecrã de 6,9 polegadas com uma resolução de 2790x1188 pixéis e uma taxa de atualização de 120 Hz. Já o ecrã exterior conta apenas com uma polegada de tamanho. Mas o destaque vai para a interação possível entre os dois ecrãs.

A Huawei recorre a um exemplo muito prático para demonstrar essa interação: software de navegação. Por exemplo, se o utilizador estiver a guiar-se pelas orientações dadas no ecrã maior e fechar o P50 Pocket, automaticamente as orientações passam para o ecrã exterior.

Por outro lado, o ecrã de uma polegada permite também visualizar vários dados, onde se incluem códigos QR. Além do mais, este ecrã externo oferece compatibilidade com widgets de aplicações de terceiros.

P50 Pocket com configuração de câmara tripla e sensor ultravioleta

Huawei P50 Pocket
Para já o novo dobrável Huawei apenas está disponível no mercado chinês

Já na parte ótica, o P50 Pocket apresenta uma configuração de câmara tripla com um sensor primário de 40 megapixéis, complementado por um segundo de 32 megapixéis e mais um com 13 megapixéis.

Destaque-se o sensor de 32 megapixéis, que a avaliar pela apresentação da Huawei, será uma câmara ultravioleta, com a qual é possível criar efeitos criativos e originais nas fotos. Mais: esta câmara permite ainda que as senhoras retoquem a maquilhagem com a funcionalidade ultravioleta.

O Huawei P50 Pocket vai estar disponível nas variantes 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno por cerca de 1250 euros e na versão Premium Edition com 12 GB de RAM e 512 GB de memória flash por aproximadamente 1530 euros. Não foi avançada informação sobre a data de chegada deste equipamento ao mercado europeu.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.