Elon Musk (CEO da Tesla) agora quer usar espelhos gigantes para tornar Marte habitável

Vitor Urbano
Comentar

Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX, está realmente empenhado em encontrar a forma perfeita para tornar Marte habitável. Depois de ter lançado uma grande polémica, ao sugerir a detonação de armas nucleares nos polos do planeta vermelho, tem agora uma nova ideia mais 'amigável'.

Ao ver a sua ideia destruída por vários cientistas, Elon Musk continua a afirmar que existem mais formas de tornar Marte habitável.

Habitável Marte Elon Musk

Nova solução de Musk passa por criar sóis artificiais para aquecer Marte

Através da sua conta no Twiter, Musk afirma que "poderá fazer sentido ter milhares de satélites com refletores solares para aquecer Marte". Basicamente, colocar espelhos gigantes em satélites de forma a conseguir refletir de forma eficiente a luz/calor emitido pelo sol.

Curiosamente, esta não foi a primeira vez que alguém teve uma ideia semelhante. Em 2006, a NASA financiou o estudo de um estudante da Universidade de Arizona, que tinha como objetivo utilizar "espelhos orbitais" para conseguir aquecer a superfície de Marte de forma a ser habitável por humanos.

Might make sense to have thousands of solar reflector satellites 🛰 to warm Mars vs artificial suns (tbd)

— Elon Musk (@elonmusk) 20 de agosto de 2019

Elon Musk continua a apostar na utilização de armas nucleares!

Depois de apresentar esta ideia alternativa, Elon Musk voltou a afirmar que a sua ideia original continuaria a ser a melhor opção. Ao iniciar o movimento "Nuke Mars", explicou que não se trata de bombardear o planeta com armas nucleares, tornando-o maioritariamente radioactivo.

Em vez disso, o projeto teria o objetivo de realizar uma detonação continua de, muito fracas, armas nucleares acima da atmosfera de Marte. De acordo com Musk, este plano iria conseguir simular a criação de sóis artificiais, não correndo o risco de tornar Marte num planeta radioactivo.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.