Depois de construir um iPhone, o mesmo homem constrói o seu Galaxy S9+ com peças! (vídeo)

Filipe Alves
Comentar

Scottie, o Youtuber do canal, Strange Parts, decidiu há um ano construir o seu iPhone através de peças que são vendidas em lojas de Shenzhen. Esta é uma cidade tecnológica onde a maior parte das fabricantes de topo o mundo fabricam os seus smartphones. Agora é a vez do Samsung Galaxy S9+

A ideia passaria por construir o Samsung Galaxy S10, contudo, a falta de peças do equipamento fez dessa tarefa quase impossível. Isto porque o telefone ainda é recente no mercado e ainda não há a mesma oferta que em modelos mais antigos.

Assim sendo, Scottie decidiu fabricar o seu Samsung Galaxy S9+. A jornada é incrível e mostra-nos um pouco do que é viver na cidade mais tecnológica do mundo.

Construir um iPhone custou-lhe menos de 300€

Infelizmente não nos disse qual foi o valor que o Samsung Galaxy S9+ lhe custou a construir. Contudo, temos a ideia que fazer o teu smartphone é bem mais barato. Scottie construiu um iPhone 6S por menos de 300€. Um terminal que estava a ser vendido por 600€ na época.

O processo de construção não é para qualquer um

Podemos ver no vídeo que não é qualquer pessoa que conseguirá construir o seu smartphone. Ainda que tenha conhecimento face aquilo que precisa, é preciso experiência para conseguir ligar tudo e fazer do smartphone funcionar de forma correta.

Samsung Galaxy S9+

Esta é uma aventura que vale bem a pena ver. Tanto a construção do Samsung Galaxy S9 como a do iPhone. Com estes vídeos conseguimos perceber o quão a realidade é totalmente diferente no outro canto do mundo. A China está cada vez mais tecnológica e estes mercados de peças são o perfeito exemplo disso mesmo.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.