A culpa é do empregado! Xiaomi já despediu o responsável pelo plágio

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi já veio a público admitir que usou as obras de arte de um artista para promover os seus produtos. No comunicado, a fabricante afirma já ter despedido o empregado responsável por toda a situação.

Ontem a empresa foi acusada de ter usado três obras de arte do artista Peter Tarka para promover produtos no seu site espanhol. A empresa garante que tudo se deveu a “lapsos” no seu “processo de aprovação”, e colocou a culpa num único empregado.

xiaomi

Xiaomi pediu desculpas ao artista Peter Tarka

O conteúdo foi prontamente removido do site espanhol da Xiaomi, e a empresa pediu “as mais sinceras desculpas” a Peter Tarka. A empresa acrescenta que a ação deste empregado “vai contra os valores da empresa” de respeito pela propriedade intelectual.

No comunicado ficou a promessa de que a Xiaomi vai “fortalecer os processos de aprovação internos”, para que situações como esta não voltem a acontecer. A empresa afirma ter falado diretamente com o artista para lhe pedir desculpas.

Artista mostrou a manipulação das obras através de um Gif

A acusação em causa foi feita pelo próprio artista. Na promoção de artigos no seu site espanhol, foram combinadas três obras de arte de Peter Tarka. Num Gif, o artista mostrou como os elementos das suas três obras foram manipulados no anúncio.

Para piorar a situação, duas das obras de arte de Peter Tarka (o cadeirão e o candeeiro de teto) são comissionadas pela LG. A empresa sul-coreana não se pronunciou sobre o assunto que parece assim ter ficado arrumado.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.