Conseguirá a Huawei ser número 1 sem a Google? O "Master Plan" da Huawei!

Filipe Alves
Comentar

O CEO e fundador da Huawei, Ren Zhengfei, deu uma entrevista à CNN onde fala um pouco sobre os problemas que a Huawei tem vindo a encontrar. Lembro que as empresas americanas ficaram proibidas de negociar com a Huawei depois da palavra de Donald Trump face o receio de espionagem.

Assim sendo, a Huawei está um pouco limitada. Principalmente em mercados onde os serviços Google são quase obrigatórios num smartphone.

Huawei está a trabalhar num "Master Plan" para evitar serviços Google

O CEO da Huawei apontou que a Huawei está a preparar numa solução aos serviços Google. Referiu ainda que o plano demorará tempo a ser implementado.

Huawei

A Huawei não tem problemas em dominar o mercado asiático onde os serviços da Google não estão disponíveis, contudo, o mesmo não acontece no resto do mundo.

Serviços como o Google Maps, Youtube, Pesquisa ou até Play Store não estão disponíveis nos mais recentes smartphones da Huawei. Escusado será dizer que não será fácil convencer um cliente a abdicar de tudo isso só para ter um smartphone da Huawei no bolso.

Qual o "Master Plan" da Huawei

Infelizmente não fala de pormenores sobre o seu plano. Já sabemos que a Huawei tem vindo a trabalhar na sua loja de aplicações "App Gallery" para combater a Play Store. Esta é uma das formas onde os utilizadores conseguem baixar Apps para os seus smartphones.

Porém, não sabemos o que tenciona fazer sem o Youtube, Google Maps, Gmail e muito mais. Para isso a Huawei terá de dar ferramentas que estes serviços funcionem sem problemas mas que não infrinjam as regras da lei de Donald Trump.

Google não está a trabalhar com a Huawei porque não quer

Há uma parte importante a tirar da entrevista acima. A jornalista da CNN perguntou ao CEO da Huawei se sabe se "a Google não pode mesmo negociar com eles. Se sabe que a Google ficou proibida de negociar com a Huawei".

A resposta foi um claro "não". Ou seja, a Huawei sabe que pode não existir vontade da Google em dar estes serviços à Huawei. Mais uma razão para que a Huawei crie concorrência.

Eleições de 2020 dos EUA serão importantes para a Huawei

Trmp 2020

A Huawei deverá estar a fazer figas para que Donald Trump não fique no poder. com um novo presidente e uma nova ideologia a empresa pode muito bem voltar àquilo que era.

Ainda assim, não me parece que a Huawei olhe para traz na sua loja de aplicações. Este susto (que tem sido bem mais do que isso) fez com que a empresa visse bem quais são os problemas que pode enfrentar no futuro e está na hora da Huawei conseguir algo mais independente.

Huawei ultrapassará a Samsung e será número 1 mundial

O CEO da marca apontou ainda que a Huawei ultrapassará a Samsung. Mesmo sem serviços Google. Porém, volta a frisar que vai demorar tempo para que tal aconteça mas que tenciona atacar o mercado ocidente já para o ano.

Numa opinião pessoal, acredito que a Huawei o consiga fazer mas pelas vendas que terá no mercado asiático. Continuo a achar que os serviços Google são importantíssimos para os clientes da Europa e América. Sem eles a Huawei é mais uma marca com bons smartphones mas sem respostas às nossas necessidades.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.