comscore comscore
Home Automóveis

Carros elétricos em climas extremos são uma terrível combinação

Os carros elétricos estão a tornar-se mais populares a cada mês que passa. Especialmente se considerarmos o crescimento na oferta de opções, existindo uma grande variedade de modelos, fabricantes e especificações para responder às necessidades de todos os utilizadores.

No entanto, um factor de grande importância parece ser comum a praticamente todos os carros elétricos, as condições meteorológicas extremas. De acordo com um estudo feito pela AAA nos Estados Unidos, esta é uma combinação que deve ser evitada.

Carros Elétricos clima extremo

O estudo foi realizado durante a recente onda de baixas temperaturas que devastou os Estados Unidos durante as últimas semanas. De acordo com o estudo, quando as temperaturas baixam até aproximadamente -6 ºC, a autonomia dos carros elétricos é reduzida em até 41%.

Combinar um carro elétrico com temperaturas extremas é muito má ideia

Assim como acontece nos tradicionais carros a gasóleo/gasolina, também nos carros elétricos os utilizadores puxam o sistema de aquecimento para o máximo quando confrontados com este tipo de temperatura.

O grande problema é que no caso dos carros elétricos, esse aquecimento acaba por consumir quantidades excessivas de energia. Por outro lado, nos carros com combustivel fóssil, este aquecimento é resultado direto do natural sobre aquecimento do motor.

Por consequência, os utilizadores de carros elétricos vêm-se obrigados a realizar carregamentos de bateria muito mais frequentes. De acordo com Greg Brannon – Diretor da AAA – “desde que os condutores tenham noção das limitações dos carros elétricos em climas extremos, estes acontecimentos não são um problema“.

Será a Tesla a excessão à regra?

Após a publicação deste estudo por parte do The Verge, um representante da Tesla contestou categoricamente as afirmações deste estudo. Tendo em consideração milhões de viagens de longa distância realizadas pleos seus condutores de Tesla Model S, não foram verificadas perdas de autonomia desta natureza.

No entanto, o comunicado da fabricante acabou por não ser mais especifico sobre a possível quebra na autonomia do Tesla Model S. A especificidade foi revelada no que respeita a elevadas temperaturas. Foi afirmado que o Tesla Model S, sofre uma quebra de 1% na sua autonomia em temperaturas a cima dos 29 ºC.

Ainda que este ‘estudo’ realizado pela AAA não possa ser assumido como verdade absoluta. Uma coisa é certa, climas extremos não serão os ambientes ideais para carros elétricos. É simples imaginar que um carro elétrico necessite de utilizar muito mais energia quando circula no terreno cheio de neve. Por isso, assim como acontece nos motoros tradicionais, também ele irá apresentar um consumo de bateria mais elevado.

Editores 4gnews recomendam:

Custos de produção do Tesla Model 3 estão a preocupar concorrência

Carros da Tesla vão receber o “Modo Cão” já esta semana

Elon Musk liberta toda as patentes Tesla para “salvar o planeta”

Nascido em Sintra e a viver em Londres, amante do mundo Android desde o velhinho Galaxy S1 e apaixonado por tudo o que tecnologia envolve. No tempo livre o mais importante é sem dúvida família, música, natureza e... Xbox!