Apple é a única marca a crescer no mercado de computadores

Carlos Oliveira
Comentar

A agência de análise de mercado Canalys divulgou recentemente um novo relatório acerca do mercado de computadores a nível mundial. Nos dados referentes ao terceiro trimestre deste ano, apenas a Apple conseguiu crescer.

Entre julho e setembro deste ano, o mercado mundial de computadores esteve no vermelho com uma contração generalizada. Contudo, a fonte reporta uma tendência inversa do lado da Apple, tendo sido esta a única marca a melhorar o seu desempenho.

Apple cresce 1,7% quando todos os seus concorrentes caem

Analisando as métricas divulgadas pela Canalys, vemos uma Apple isolada no verde com um crescimento de 1,7% face ao mesmo período de 2021. Isto significa que a tecnológica americana vendeu perto de 8 milhões de exemplares.

Canalys

Tais números colocam, ainda assim, a Apple na quarta posição do mercado com uma quota de 11,5%. Ou seja, embora tenha sido a única a registar um crescimento efetivo no terceiro trimestre do ano, não foi aquela que mais computadores vendeu nesse período.

É interessante notar que também a IDC reporta um comportamento semelhante, porém, com valores bem diferentes. Para esta agência de análise de mercado, a Apple cresceu uns impressionantes 40,2% no mesmo período, colocando mais de 10 milhões de computadores no mercado.

Não se sabe muito bem a razão desta discrepância, visto que, alegadamente, ambas as empresas de análise do mercado usam métricas semelhantes. Em todo o caso, a tendência é a mesma e apenas a gigante americana vendeu mais do que no ano anterior.

Para ambas as instituições, este desempenho positivo deve-se ao excelente trabalho desenvolvido pela Apple com os seus produtos M1 e M2. Ademais, a recente apresentação do novo MacBook Air com M2 só veio cimentar a tendência de crescimento da tecnológica americana.

Lenovo continua a ser a que mais computadores vende mundialmente

No topo desta hierarquia temos, segundo a Canalys, a chinesa Lenovo. Esta empresa lidera confortavelmente o mercado mundial de computadores, pese embora a sua contração de 16,3%.

Apesar desse valor, a chinesa vendeu 16 milhões e 880 mil exemplares no terceiro trimestre de 2022. Isto valeu-lhe uma quota de mercado de 24,3%, bem distante da segunda classificada HP.

Esta registou uma queda ainda mais acentuada de 27,8% para uma quota de mercado de 18,3%. Na terceira posição temos a Dell com uma quota de mercado de 17,2% após uma contração de 21,2%.

No total, o mercado de computadores vendeu 69,423 milhões de unidades no terceiro trimestre de 2022. Isto significa uma queda de 17,7% que, segundo a Canalys, deve-se à situação macroeconómica global e a situação geopolítica atual.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.