Apple compra divisão de modems para smartphones da Intel por mil milhões de dólares

Bruno Coelho
Comentar

A Apple anunciou oficialmente a aquisição da maioria do segmento de modems para smartphones da Intel. O acordo assinado entre as duas empresas está avaliado em mil milhões de euros, e ficará fechado no último trimestre de 2019, estando apenas dependente das habituais aprovações reguladoras.

Aproximadamente 2200 empregados da Intel vão juntar-se à Apple, bem como propriedade intelectual, equipamento e concessões. Combinando as patentes adquiridas com o seu portefólio, a Apple afirma que vai passar a ter 17 mil patentes de tecnologia wireless.

“Trabalhamos com a Intel por vários anos, e sabemos que esta equipa partilha a paixão da Apple por desenhar tecnologias que entreguem as melhores experiências do mundo aos utilizadores”, referiu o executivo da Apple – Johny Srouji.

Este acordo vem confirmar o que se esperava. A Apple tinha o desejo de se desvincular completamente da Qualcomm, depois de inúmeras disputas nos últimos anos. De referir que as empresas entregaram o “machado de guerra” em abril.

iPhone com 5G fica mais perto com este acordo

Esta aquisição está certamente ligada ao desejo de a Apple de trazer o 5G para o iPhone já em 2020. A Apple fica assim com caminho aberto para produzir os seus próprios modems 5G, deixando de estar dependente da Qualcomm.

Desenvolver os próprios modems dá à Apple outro tipo de estofo. A empresa vai poder trabalhar ao seu ritmo e, como faz habitualmente, integrar o modem da melhor forma nos produtos do seu ecossistema. Quanto à Intel, vai continuar a desenvolver modems 5G para tudo o que não sejam smartphones.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.