Apple: Carteira MagSafe para o iPhone 12 deixa muito a desejar!

Filipe Alves
Comentar

A Apple revelou com o iPhone 12 uma pequena carteira com a tecnologia MagSafe. Ou seja, a pequena carteira de cabedal conta com uns pequenos ímanes que "colam" ao ímanes do iPhone 12.

Contudo, o pessoal do MacRumors já recebeu a carteira e descobriu que está longe de ser perfeita. No rápido vídoe vês os óbvios problemas.

Carteira MagSafe da Apple deixa muito a desejar

Os problemas são óbvios e questionados assim que vimos a apresentação da carteira MagSafe com o iPhone 12. Será que os ímanes do iPhone 12 e da carteira serão o suficiente para segurar a carteira na traseira do smartphone?

As boas notícias é que parecem seguros para o quotidiano. A má notícia é que o smartphone é um gadget que está constantemente dentro e fora do bolso e a carteira não se segura assim tão bem quando existem impacto.

Ou seja, ao introduzir o telefone dentro do bolso, o pessoal do MacRumors verificou que a carteira acaba muitas vezes por se "perder" fora do bolso.

Carteira MagSafe Apple iPhone 12

Ademais, depois do utilizador meter na cabeça que tem de colocar o "ecrã para fora", de forma a que a carteira não se perca. Foram muitas as vezes que a carteira acabou por se desprender do smartphone e ficar dentro do bolso.

Por fim, não nos podemos que esta é uma carteira de cabedal. Ou seja, o material acabará por alargar no futuro. Principalmente se usares mais cartões que o que é suposto. Ou seja, tens de ter a certeza que usas sempre a mesma quantidade de cartões para não saltarem fora.

De referir que o pessoal do MacRumors conseguiu apenas encaixar 3 cartões dentro da pequena carteira MagSafe da Apple. Olhando no panorama português, poderemos introduzir apenas o Cartão único, carta de condução e um cartão de crédito. Porém, aí ficará ao critério de cada um. Por 65 euros, esperava-se algo melhor.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.