Apple acaba com promoção apelativa para quem compra um novo iPhone

Bruno Coelho
Comentar

Se tal como eu, compraste um iPhone ou outro produto Apple no último ano e meio, certamente tiveste acesso a uma promoção apelativa. Esta permitia ter acesso a um ano do serviço de streaming Apple TV+ de forma gratuita.

Novos utilizadores passam apenas a ter acesso a 3 meses de Apple TV+ grátis

Infelizmente a Apple vai acabar com esta promoção para quem compra novos equipamentos, como relata o MacRumors. A partir de 1 de julho, os novos utilizadores passam apenas a ter acesso a três meses gratuitos do serviço.

Apple faz referência ao final do ano grátis do Apple TV+ a 30 de junho
Apple faz referência ao final do ano grátis do Apple TV+ a 30 de junho

Esta mudança de prática por parte da Apple pode ser já vislumbrada a partir da página oficial do serviço. “Recebe 1 ano de Apple TV+ grátis quando comprares um dispositivo Apple antes de 30 de junho”, escreve a empresa.

Nas notas, adiciona: “dispositivos elegíveis ativados a 1 de julho ou posteriormente, irão qualificar-se para ofertas de 3 meses grátis do Apple TV+”. Se ativaste o serviço recentemente ou o fizeres até 30 de junho, terás igualmente acesso ao teu ano grátis.

É bom referir que após a fase promocional, o Apple TV+ renova-se automaticamente até que seja cancelado. Tal significa que se não cancelares, pagas 4,99 € por mês após os meses gratuitos.

Se o serviço vale a pena a subscrição após esse período, só tu poderás dizer. Pessoalmente, séries como “The Morning Show” e “Ted Lasso” são conteúdos que aconselho a dares uma olhada. Confere, neste artigo, 5 grandes séries que valem a subscrição.

Recorde-se que, inicialmente, o Apple TV+ funcionava apenas em produtos Apple. No entanto, podes atualmente encontrá-lo em muitas Smart TVs, na PlayStation e ate já se encontra disponível para Android TV.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.