Apple A15 Bionic: revelados os segredos do coração dos iPhone 13

Rui Bacelar
Comentar

O processador Apple A15 Bionic deverá ser apresentado no próximo mês de setembro junto dos novos iPhone 13. Aliás, este será o "coração" da próxima geração de smartphones iOS, integrando todos os quatro modelos esperados para este ano.

É sobre este componente que nos chegam agora informações particularmente reveladores. Com efeito, ficamos a saber que o novo chip terá uma configuração similar à do modelo atual - A14 Bionic - também ele com 6 núcleos (hexa-core).

O Apple A15 Bionic integrará os quatro modelos de iPhone 13

Apple A15 Bionic

De acordo com as informações avançadas pela WccFTech o próximo processador de Cupertino terá uma configuração nuclear idêntica à do modelo atual. Isto é, uma mesma configuração do CPU, também ele com seis núcleos de organização igual.

Não obstante, a nova geração de processadores Apple trará melhorias para os iPhone 13. Entre os incrementos referidos pelos rumores e fugas de informação destacamos a otimização do consumo energético que deverá resultar em melhor autonomia.

Ao mesmo tempo, também deverá apresentar um desempenho marginalmente superior, isto apesar de ter o mesmo número de núcleos de processamento. Mais ainda, será fabricante pela TSMC em Taiwan, segundo a litografia de 5 nm.

Similar ao Apple A14 Bionic, mas com otimizações na sua arquitetura

Sem descartar surpresas ou imprevistos, contamos com um SoC muito similar para 2021. Algo que se refletirá na arquitetura a 5 nm pela mão da TSMC, mas com certas melhorias efetuadas a este processo que o podem aproximar mais da litografia a 4 nm.

Ainda assim, para quem esperava já para 2021 uma aposta nos chips a 4 nm, tal processo não estará ainda maduro o suficiente para ser adotado na produção em massa de um componente como o processador. O interesse da Apple, contudo, manter-se-á na eficiência energética, em simultâneo com o reforço do poder de processamento.

Olhando ainda para o chip atual - A14 Bionic - encontramos dois núcleos de alta potência, bem como quatro núcleos energeticamente mais eficientes. Agora, de acordo com os novos relatos, contamos com um mesmo layout nuclear para o Apple A15 Bionic.

A geração Apple iPhone 13 chegará em setembro

Entretanto, vemos um relato particularmente interessante da Bloomberg, dando conta do aumento da produção da gama iPhone 13 em cerca de 20% face aos volumes definidos para os antecessores e atuais iPhone 12.

Por via da regra, a Apple aponta para os 75 milhões de unidades produzidas nos primeiros lotes de cada geração. Só após o final do ano é que tal cifra é revista e as necessidades de produção ajustadas. No entanto, face às ótimas vendas dos iPhone 12, a Apple estará já a contar com uma procura ainda maior pela próxima geração.

Em síntese, com a empresa bastante otimista, contamos com melhorias significativas para a geração iPhone 13. Por fim, caso queiram ver as melhorias esperadas já as compilamos em artigo prévio.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.