Android. Bluboo S3 é oficial com uma bateria de 8500 mAh

Filipe Alves

Android. Bluboo S3 é oficial com uma bateria de 8500 mAhO Bluboo S3 é o mais recente smartphone da empresa chinesa. O dispositivo android não é muito diferente dos demais nas suas especificações, preço ou até design. Contudo, este terminal tem uma característica que o distingue.

Um dos grandes problemas dos smartphones, caros ou baratos, é a sua autonomia. Por isso é que algumas empresas não se importante de perder um pouco de design ou elegância para satisfazer este mercado.

Vê ainda: Xiaomi Mi A1 começa a desaparecer das lojas, Xiaomi Mi A2 a caminho?

Os dispositivos Android são aqueles que mais oferta nos dão, este Bluboo S3 é garantidamente uma boa opção para quem precisa maioritariamente uma autonomia superior.

O dispositivo até que não é feio. O smartphone parece ter uma construção traseira em plástico, algo que não é propriamente o mais convidativo. Porém, vemos um ecrã de 6" polegadas FullHD+ com margens reduzidas.

Bluboo S3 chega com Android Oreo

O terminal dá-nos o processador MeditaTek MT6750T a correr 1.5GHz, 4GB de memória RAM e 64GB de memória interna com possibilidade de expansão via MicroSD. Este processador não é o mais potente do mercado, todavia, este smartphone não quer competir neste área.

Sabe mais sobre a pré-venda aqui

Quer competir sim na capacidade de autonomia. Com uma bateria de 8500 mAh, este Android tem quase o triplo da bateria do Samsung Galaxy S9. Visto que o ecrã é de menor resolução e o smartphone não consumirá tanto na potência, é esperado que a autonomia seja ainda mais capaz.

O Bluboo S3 dá-nos ainda uma dupla câmara traseira com 21MP+5MP, contudo, não me parece que neste segmento o dispositivo consiga competir diretamente.

O dispositivo já está em pré-venda por 163€. Podemos referir que o preço não é dos mais baratos para as suas especificações, contudo, a grande autonomia deverá valer o investimento.

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.