Zoom recebe finalmente a funcionalidade que todos desejavam

Carlos Oliveira
Comentar

Com o início da pandemia da Covid-19, as plataformas de videoconferência tiveram um crescimento exponencial de procura, sendo o Zoom uma das mais beneficiadas. No entanto, a segurança das conversações foi sempre uma das preocupações geradas.

Todavia, isso é agora coisa do passado. O Zoom anunciou a disponibilização da encriptação de ponta-a-ponta para nas suas salas de conversação. A partir de hoje, podes estar descansado, pois, ninguém conseguirá saber o teor das tuas conversas.

Zoom

Encriptação de ponta-a-ponta terá de ativada manualmente

Os responsáveis pelo Zoom anunciaram hoje a chegada da primeira fase de testes da encriptação de ponta-a-ponta na plataforma. Ao longo dos próximos 30 dias, eles contarão com o feedback dos utilizadores para que possam corrigir eventuais problemas com a funcionalidade.

Assim sendo, sempre que desejares que uma videoconferência permaneça totalmente anónima, terás de ir às definições e ativar a encriptação de ponta-a-ponta. Este é um processo que deve ser realizado por todos os participantes.

Zoom

Saberás que a funcionalidade se encontra ativada quando vires um escudo verde no canto superior esquerdo do teu ecrã. Uma forma simples e eficaz de notificar os utilizadores do Zoom de que as suas conversações permanecerão totalmente anónimas.

Para isso, os servidores do Zoom deixarão de ter acesso às chaves de desencriptação de todas as reuniões realizadas na sua plataforma. Estas estarão apenas do lado dos participantes, garantindo que terceiros não tenham acesso às suas conversas.

Quando chega a funcionalidade

O Zoom informa que a encriptação de ponta-a-ponta ficará disponível a partir da próxima semana. Ainda que em fase de testes, aparenta que todos os utilizadores poderão começar a usufruir dessa funcionalidade.

É ainda importante notar que esta funcionalidade estará ao dispor de utilizadores gratuitos e pagos. Uma decisão que a plataforma tomou depois da controvérsia gerada quando inicialmente anunciou a funcionalidade apenas para os participantes pagos.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.