Xiaomi Redmi K50: revelado um dos maiores segredos dos smartphones

Bruno Coelho
Comentar

Na próxima semana a Xiaomi vai apresentar uma das principais linhas de smartphones da sua submarca Redmi na China. O Redmi K50 Gaming Edition está confirmado no evento, mas a fabricante chinesa ainda não revelou se serão apresentados outros produtos.

O Redmi K50, Redmi K50 Pro e Redmi K50 Pro+ já receberam a importante certificação da entidade reguladora 3C no país de origem. O que significa que podem estar prontos para a ser apresentados neste evento.

Velocidade de carregamento dos Redmi K50 foi confirmada

Segundo o site Gizmochina, os smartphones contam com os números de modelo ‘22021211RC’, ‘22041211AC’ e ‘22011211C’, respetivamente. E nesta certificação foi revelado um dos maiores segredos dos equipamentos: a sua velocidade de carregamento.

Segundo se pode ver na listagem revelada, o Redmi K50 e o Redmi K50 Pro terão carregamento rápido de 67W. Já o Redmi K50 Pro+ vai dar o salto, chegando ao mercado com carregamento rápido até 120W.

Esta é a velocidade de carregamento que o Redmi K50 Gaming Edition também terá. Este será ainda o único smartphone da série com processador Snapdragon 8 Gen 1. O Redmi K50 terá o Snapdragon 870, e o Redmi K50 Pro e K50 Pro+ terão respetivamente os MediaTek Dimensity 8000 e Dimensity 9000.

O Redmi K50 Gaming Edition é ainda esperado com um ecrã AMOLED de 6,67” polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120Hz. Terá uma câmara principal de 64 MP, e a bateria será de 4700mAh.

Uma das grandes surpresas do evento será também a edição especial do Redmi K50 Gaming com design da equipa de Fórmula 1 da Mercedes.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi Mi 11 começa a receber a MIUI 13 e Android 12 na Europa
  • Xiaomi tem prendas especiais para o Dia dos Namorados
  • Xiaomi: é nesta data que o Redmi K50 Gaming Edition vai chegar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.