Xiaomi Mi Band 4 vai poder abrir a porta de tua casa

Filipe Alves
1 comentário

A Xiaomi Mi Band 4 é uma das pulseiras inteligentes, ou smartband, mais promissoras do mercado. A pulseira tem uma qualidade fantástica por um preço bem acessível.

A nova funcionalidade da pulseira (só com NFC) dará ainda mais características à smartband que não para de surpreender. Os utilizadores com esta pulseira vão poder abrir a porta de casa simplesmente encostando a pulseira à fechadura inteligente da Xiaomi.

Xiaomi Mi Band 4

Onde comprar os dois gadgets

Poderás optar por comprar os gadgets em lojas oriundas da China. Toma apenas em consideração que a pulseira tem de ser a que nos oferece NFC e não a "normal". Ou seja, o valor é superior mas só assim terás esta nova possibilidade.

Para isso precisas da fechadura inteligente

Xiaomi Mijia smart lock door

Contudo, a pulseira não funciona por si só. Ou seja, não chega encostares a pulseira a qualquer tipo de fechadura inteligente. Para já a Xiaomi Mi Band 4 (com NFC) é apenas compatível com a "MIJIA Smart Door Lock".

Esta fechadura inteligente tem o valor de 252€. Um preço caro, contudo, com uma qualidade que poucas fechaduras oferecem. Tens a possibilidade de inserir um código de desbloqueio ou então abrir simplesmente encostando a tua Xiaomi Mi Band 4 ou qualquer outro smartphone com NFC à fechadura.

Interação ainda não está, para já, em português

Mais uma pedra no sapato é a sua interação. Visto que estes gadgets são maioritariamente feitos para a China, escusado será dizer que a linguagem principal da aplicação é em chinês. A aplicação tem também o inglês mas ainda não há informação sobre a língua portuguesa.

Mesmo assim, não deixa de ser um gadget de qualidade e que agora, com a Xiaomi Mi Band 4, dá-nos mais uma boa razão para a sua compra.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.