Xiaomi Mi 11 Ultra reaproveita um importante componente da Mi Band 5

Carlos Oliveira
Comentar

O Xiaomi Mi 11 Ultra é o mais potente smartphone lançado este ano pela tecnológica chinesa. É um equipamento formidável em vários aspetos e surpreende pela inclusão de um pequeno ecrã secundário no módulo da sua câmara traseira.

Para os que querem saber mais sobre este pequeno componente, já temos a explicação oficial. Lei Jun, CEO da Xiaomi, revelou hoje que o ecrã secundário do Mi 11 Ultra não mais é que o aproveitamento do ecrã de outro produto de sucesso da marca.

Ecrã secundário do Xiaomi Mi 11 Ultra é o mesmo da Mi Band 5

O pequeno ecrã AMOLED de 1,1" polegadas na traseira do Xiaomi Mi 11 Ultra é o mesmo que a marca usa na Mi Band 5. Se tens esta geração da smartband da Xiaomi, já sabes bem o que esperar do ecrã secundário deste smartphone.

Xiaomi MI 11 Ultra ecrã secundário

Esta é uma opção de génio da parte da Xiaomi, pois permite-lhe baixar os custos de produção do Mi 11 Ultra. Ao aproveitar um componente de outro produto já em produção, a empresa poupa recursos financeiros que teria de canalizar para desenvolver e produzir um totalmente novo.

A inclusão deste ecrã no Xiaomi Mi 11 Ultra servirá vários propósitos. Com ele, a marca dá uma nova roupagem ao Always-on Display, com o utilizador a ter sempre visíveis algumas informações essenciais sem ter de pegar no equipamento.

Este pequeno ecrã pode ainda ser utilizado como apoio para selfies captadas com a câmara principal do Xiaomi Mi 11 Ultra e assim tirar proveito da sua grande qualidade. Aliás, este foi o fim mais frisado pela marca no momento de apresentação do dispositivo.

Especificações do Xiaomi Mi 11 Ultra

  • Processador Qualcomm Snapdragon 888
  • 8 GB / 12 GB de memória RAM LPDDR5
  • 256 GB de armazenamento UFS 3.1
  • Ecrã: AMOLED WQHD+ de 6, 81" polegadas
  • Resolução de 3200x1440, 515 ppp
  • Pico de brilho de 1700 nits
  • Taxa de atualização adaptativa até 120Hz
  • Vidro Corning Gorilla Glass Victus
  • Câmara traseira tripla: 50 MP (wide) + 48 MP (ultrawide) + 48 MP (telefoto)
  • Câmara frontal de 20 MP (wide)
  • Altifalantes estéreo com Harman Kardon e certificado Hi-Res
  • Suporte para HDR10+
  • Bateria com 5000 mAh de capacidade
  • Carregamento rápido a 67 W (com fios) carregamento rápido a 67 W (sem-fios), carga reversa a 10 W
  • Infravermelhos
  • Android 11, MIUI 12

O mais ambicioso smartphone da Xiaomi chegará à Europa no decorrer do mês de abril. O seu preço de venda está cifrado nos €1199, fazendo dele o mais caro da nova linha de topos de gama Mi 11.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.