Xiaomi Mi 11 rebenta com a Huawei em benchmarks, segundo Lei Jun

Rui Bacelar
Comentar

O Snapdragon 888 da Qualcomm presente no Xiaomi Mi 11 não dá hipóteses à concorrência. São afirmações ousadas de Lei Jun, através do seu perfil oficial na rede social chinesa Weibo, mas ganham uma nova dimensão quando acompanhadas de provas.

Disto isto, o CEO e responsável máximo pela Xiaomi acaba de publicar os primeiros testes de benchmark do novo Mi 11, equipado com o processador topo de gama da Qualcomm, mostrando-se muito superior à prestação do Kirin 9000 da rival Huawei.

O Snapdragon 888 "destrói" o Kirin 9000 da Huawei

A publicação de Lei Jun, CEO da Xiaomi, na rede social Weibo.

Antecedendo a apresentação oficial do Xiaomi Mi 11 na próxima segunda-feira (28), vemos o potencial do processador Snapdragon 888 na plataforma GeekBench 5. As seguintes imagens acompanham a publicação do CEO da marca, Lei Jun.

Vemos, em seguida, que o novo SoC da Qualcomm é capaz de ultrapassar, com bastante facilidade, o mais poderoso SoC da Huawei, o Kirin 9000. De igual modo, supera também em larga margem o topo de gama anterior, o Snapdragon 865+.

Resultados de GeekBench publicados pelo CEO da Xiaomi, Lei Jun.

Em primeiro lugar temos o novo Snapdragon 888 da Qualcomm com 1135 pontos no desempenho single-core, testes que avaliam a prestação de cada núcleo. Por sua vez, no desempenho multi-core - vários núcleos - a pontução atinge os 3818 pontos.

O "poder" do SoC presente nos smartphones Xiaomi Mi 11

A comparação com o chip da Huawei - Kirin 9000 - mostra a clara vantagem - perto de 130 pontos no teste single-core - e quase 200 pontos nos testes multi-core. Trata-se, portanto, de um incremento significativo de performance face à concorrência.

Além dos testes que mostram a supremacia do novo Snapdragon 888 sobre a alternativa da Huawei, Lei Jun confirmou ainda que o novo smartphone suporta o padrão Wi-Fi 6 "melhorado". Algo que dará ao utilizador a possibilidade de fazer downloads de até 3,5 Gbps a 160 Hz. Algo que também dependerá do router presente na casa do utilizador.

Note-se que estes números ilustram resultados sintéticos. Isto é o mesmo que dizer que o desempenho na vida real pode diferir, não existindo necessariamente uma equivalência direta entre testes de benchmark e prestação real no quotidiano.

Ainda assim, é sempre bom ver a Xiaomi já bem à frente das rivais com o poderio do seu próximo smartphone, algo que entregará ao utilizador mais capacidades e possibilidades. Aqui aliando a MIUI 12.5 da Xiaomi com o Snapdragon 888 da Qualcomm.

O Xiaomi Mi 11 será apresentado oficialmente na próxima segunda-feira (28), uma das últimas apresentações do ano.

Editores 4gnews recomenda:

  • Jogos baratos para PC! Começaram os saldos de Inverno na Steam
  • OnePlus Buds Z: auriculares Bluetooth à venda em Portugal em edição especial
  • iPhone 13 pode trazer a mudança que todos queriam no iPhone 12
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.