Xiaomi contraria tendências e apresenta excelente resultados no início do ano

Carlos Oliveira
Comentar

O novo Coronavírus tem afetado várias áreas, nomeadamente o setor dos smartphones. São várias as empresas que têm reportado desempenhos abaixo do esperado nos primeiros meses do ano, mas a Xiaomi parece estar a "remar contra a maré".

No relatório referente ao primeiro trimestre do ano, a Xiaomi informa que continua a crescer. As receitas da empresa, nos primeiros meses do ano, apresentaram um crescimento de 13.6% face ao mesmo período de 2019.

Xiaomi continua a crescer mesmo com a crise que se vive em todo o mundo

Falando em números concretos, a Xiaomi apresentou uma receita total que equivale a mais de 6 mil milhões de euros. Deste total, cerca de 295 milhões foram lucro para a tecnológica chinesa.

Xiaomi

Tendo em conta que grande parte do território chinês esteve confinado nos primeiros meses do ano, não é de estranhar que muita da receita da empresa tenha sido gerada fora do seu país. Fora de portas, a Xiaomi estabelece um recorde de cerca de 3 mil milhões de euros.

Olhando com mais detalhe, o departamento de smartphones da empresa gerou quase 3.9 mil milhões de euros nos primeiros três meses do ano. Este é o resultado de cerca de 29.2 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, o que representa um crescimento de 12.3% face a 2019.

Algo que contribuiu ativamente para estes números foram os seus equipamentos com suporte para redes 5G. O novo padrão de conectividade está a dar os primeiros passos, mas muitos utilizadores já começam a olhar para ela de forma séria.

Wearables da Xiaomi continuam a ser um enorme sucesso

Um dos produtos mais populares da Xiaomi são as suas pulseiras Mi Band. Por isso, é sem grande surpresa que vemos que estes produtos cresceram 56% face ao período homólogo de 2019.

O nicho de headphones e earbuds sem fios cresceu 619.6% face ao ano passado, Já as Smart TV da Xiaomi também continuam no bom caminho, com resultados recorde de 2.7 milhões de unidades vendidas em todo o mundo.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.