Windows 11 continua a crescer e já representa 16% do universo Microsoft

Rui Bacelar
Comentar

A Microsoft partilhou recentemente uma retrospetiva sobre o impacto do seu mais recente Windows 11. Esta é, com efeito, a versão do sistema operativo mais recente e, de acordo com a publicação, tem uma adoção superior à do antecessor Windows 10.

Mais concretamente, a gigante de Redmond refere que o Windows 11 tem uma taxa de adoção muito superior à da versão anterior, com uma capilaridade mais rápida. Isto é, não só é uma versão mais cobiçada, mas o ritmo de instalação é consideravelmente mas rápido.

Microsoft tem 1,4 mil milhões de utilizadores ativos no Windows 10 e Windows 11

O Windows 11 foi apresentado oficialmente em junho de 2021, conquistando desde então a preferência e curiosidade dos utilizadores em todo o mundo. Trata-se, aliás, de uma das mais importantes atualizações na história do PC, tal como o coloca a Microsoft.

Muito em breve, aponta a empresa numa recente publicação, esta será a versão mais popular do Windows. Ou seja, o Windows 11 deverá destronar o Windows 10 no espaço de poucos meses, com a nova iteração a ter já mais de 16% da quota de mercado.

Assinada por Panos Panay, um dos homens fortes da empresa, o texto discorre sobre o impacto dos últimos dois anos sobre os utilizadores Windows. De igual modo, é feita uma retrospetiva e balanço do status quo da própria Microsoft.

O mundo do trabalho em casa e a era pós-pandemia COVID-19

Tal como refere Panay, o Windows 11 não para de crescer. Ainda que, por norma, os ciclos de adoção das novas versões sejam rápidos, com a Microsoft a criar propostas de valor notórias para os computadores (PC's) e portáteis, o novo Windows 11 veio surpreender até as melhores previsões da empresa norte-americana.

Assim o demonstram os mais recentes dados da agência AdDuplex com um ciclo de adoção rápido para a nova versão do sistema da Microsoft. Com efeito, em menos de um ano desde a apresentação, vemos o Windows 11 já com uma quota de mercado de 16% de todos os equipamentos no mercado.

Adoção recorde do novo Windows 11 da Microsoft

Importa ainda notar que a distribuição efetiva do Windows 11 ocorreu perto do final de 2021. Assim, vemos que em novembro do ano passado o Windows 11 tinha uma quota de apenas 8,6%. Todavia, em cerca de dois meses conseguiria duplicar a sua quota de mercado para os cerca de 16% atuais.

O período de fim de ano é de especial importância para a Microsoft, altura de vendas aceleradas devido à quadra natalícia. Sem dúvida, este foi um dos fatores que ajudou a acelerar este ciclo de adoção, mas não o único a contribuir para a boa adoção.

Ao mesmo tempo, vemos também a versão 21H2 do Windows 10 a triplicar a base de utilizadores. Ou seja, também as mais recentes atualizações para a versão anterior são adotadas de forma cada vez mais expedita, mostrando que há ainda espaço e mercado para o Windows 10.

Em síntese, são excelentes notícias para a Microsoft e toda a equipa dedicada ao Windows 11. A nova versão regista um ciclo de adoção 2x mais rápido que o registado com o Windows 10 e tudo indica que, muito em breve, se torne a versão dominante.

Editores 4gnews recomendam:

  • Mais uma especificação revelada naquele que poderá ser o smartphone Android mais potente do momento
  • Samsung Galaxy S22: boas notícias no que concerne às velocidades de carregamento
  • 32 jogos e apps bons demais para serem grátis na Google Play Store
Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com