WhatsApp vai passar a lembrar-te de um pormenor muito importante

Bruno Coelho
Comentar

O WhatsApp continua a ser o serviço de mensagens instantâneas mais utilizado em todo o mundo. A sua popularidade acaba por fazer que bata alternativas seguras como o Signal ou o Telegram.

A Meta (ex-Facebook) mantém-se empenhada em transmitir aos utilizadores uma sensação de segurança. E prepara-se para te lembrar de um pormenor muito importante referente à encriptação ponta a ponta.

Esta é uma funcionalidade que o WhatsApp tem desde 2016. Significa que, em teoria, tudo o que envias e recebes no WhatsApp é encriptado no lado do remetente, e desencriptado no lado do recetor.

WhatsApp quer lembrar-te cada vez mais da encriptação ponta a ponta

Na prática, significa que se uma mensagem por intercetada por terceiros, não poderá ser lida. E isso é válido para texto, áudio, vídeo e até as tuas cópias de segurança. Nos mais recentes testes revelados pelo WABetaInfo, vemos que há novos indicadores a caminho.

WhatsApp is working on indicators for end-to-end encryption!Your chats, calls, status updates are end-to-end encrypted and WhatsApp is planning to add two new indicators in a future update.https://t.co/gSkZcfhhBR

— WABetaInfo (@WABetaInfo) 20 de dezembro de 2021

Como podes ver nas imagens, vamos passar a ver um rodapé nas chamadas, conversas ou estados. Este pretende informar que no WhatsAp tudo conta com encriptação ponta a ponta.

WhatsApp vai ter mais  indicadores de encriptação ponta a ponta. Crédito: WABetaInfo
WhatsApp vai ter mais indicadores de encriptação ponta a ponta. Crédito: WABetaInfo

Como se pode notar pelas capturas de ecrã, esta foi uma funcionalidade descoberta numa versão de testes do iOS. Mas podemos esperar que esta novidade também chegue a todos no futuro com Android.

Em todo o caso, encontra-se ainda ainda em desenvolvimento, não estando ainda disponível para todos os utilizadores do iOS.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.