Apple iPhone 6 Plus destruído depois da explosão

Ainda ontem vos falei de uns headphones sem fios que subitamente explodiram na cara de uma mulher aquando uma viajem de avião. Hoje o assunto é idêntico, mas dar-te-á uma lição importante.

Câmaras de segurança de uma loja de reparação de smartphones apanhou um momento interessante quando um utilizador se dirigiu à mesma para ao que se presume, arranjar o seu iPhone 6 Plus partido. (vídeo abaixo)

Vê ainda: Headphones sem-fios explodem na cara de jovem em avião

   

Embora sem som, podemos ver o homem a mostrar o ecrã do iPhone 6 Plus partido com o índividuo a pressionar no mesmo. Parece que ouço a angústia dele ao dizer “ai e tal, não sei porque partiu, ele só caiu numa altura de 10cm“.

A verdade é que o iPhone 6 Plus tem o ecrã totalmente esborrachado e quando mostra o telefone ao funcionário da loja, conseguimos visualizar o utilizador a pressionar o ecrã.

Não é preciso um engenheiro para saber que algo podia dar errado ali e acabou por dar. O telefone entrou em combustão, certamente por ainda ter carga na bateria, bateria que foi certamente perfurada.

O vídeo não é chocante, nem inacreditável, mas gostava que tirasses uma lição disto mesmo! Não utilizes um smartphone com o ecrã partido. Para além de ser vidro que pode facilmente te cortar (já aconteceu comigo), acaba por deixar os internos mais expostos.

Sem falar que para o ecrã ter partido é porque existiu ali um impacto e, como vimos no vídeo, baterias dos smartphones não gostam de impactos.

Não podemos comparar esta situação com os telefones da Samsung que foram recolhidos devido a explosões, mas podemos perceber que todos os equipamentos estão sujeitos a este tipo de situações, custe ele 100 ou 900 euros.

Outros assuntos relevantes:

The “Rock” | Hands-on no novo smartphone da Hisense

iPhone 8: tela OLED 5.2 polegadas e bordas curvas é possibilidade

Contas do WhatsApp são facilmente comprometidas através do envio de simples imagens