UMIDIGI C Note mostra-se capaz de resistir a algumas quedas

Filipe Alves
UMIDIGI C NOTE
UMIDIGI C NOTE

A UMIDIGI apresentou o seu mais recente C Note há pouco tempo. O novo UMIDIGI C NOTE conta com uma qualidade de construção interessante e design vantajoso para a sua gama de preço.

Nos dias de hoje comprar um smartphone barato não significa comprar um dispositivo feio. Há marcas que fazem um bom trabalho e para além da UMIDIGI, temos o exemplo da Xiaomi ou mesmo Elephone.

Hoje a empresa chinesa lançou um vídeo a mostrar um pouco da resistência do seu UMIDIGI C NOTE. O terminal foi posto à prova de uma das formas mais simples que existe, o típico "drop test".

Sabe mais aqui sobre os locais de venda do UMIDIGI C NOTE

Nestas quedas, o smartphone passou por várias alturas, sendo que a mais alta chegou mesmo ao 1,80m.

Podemos ver no vídeo que o smartphone até se safou bem, sem qualquer dano visível. É muito provável que tenha marcado de forma severa no metal, porém, algo não é mostrado em câmara. UMIDIGI C NOTE

O mais importante é que o ecrã resistiu a tais quedas. Sendo a tela o local mais frágil do dispositivo é de valor ter este tipo de vídeos antes de comprar o smartphone.

Mas como sempre digo, isto não significa que o terminal é invencível. O meu Google Pixel caiu vezes sem conta e só quando teve um pequeno tombo de 10cm se esborrachou de forma séria.

Sabe mais aqui sobre os locais de venda do UMIDIGI C NOTE

O UMIDIGI C NOTE chegou ao mercado por menos de 120€ e oferece-nos um ecrã de 5.5" polegadas HD, processador MediaTek MT6737T, 3GB de memória RAM, 32GB de memória interna com possibilidade de expansão e Dual-SIM. Uma das variantes que também está a ser bastante falada é a vermelha, contudo, nesta tonalidade ainda não há datas marcadas.

Outros assuntos relevantes:

OnePlus 5: Nova imagem confirma dupla câmara traseira!

Rockstar Games lançou hoje o novo modo de jogo do GTA Online

Google e Xiaomi lançam Yi Halo, uma câmara 3D e 360º por 15 mil euros

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.