Twitter bane todas as aplicações terceiras para a rede social

Carlos Oliveira
Comentar

Nos últimos dias fomos confrontados com vários clientes de terceiros para o Twitter que subitamente deixaram de funcionar. Tal deixou os programadores e utilizadores a temer uma decisão que agora foi oficializada pela rede social.

Doravante, todas as aplicações para o Twitter desenvolvidas por terceiros deixarão de funcionar. Isto significa que apenas a app oficial desta rede social continuará a operar normalmente.

Twitter is enforcing its long-standing API rules. That may result in some apps not working.

— Twitter Dev (@TwitterDev) 17 de janeiro de 2023

Twitter dita o fim dos clientes para a rede social desenvolvidos por terceiros

A temida informação está agora implícita no novo acordo de programadores do Twitter. A nova clausula refere que todos os programadores perderão a sua permissão para o desenvolvimento dos seus clientes alternativos.

No documento podemos ler que todos os programadores deixarão de poder "usar ou aceder os Materiais Licenciados para criar ou tentar criar um produto ou serviço substituto ou semelhante às Aplicações do Twitter".

Para justificar esta decisão, o Twitter refugia-se numa regra de longa data que apelava aos programadores para não replicaram as funções essenciais da app oficial. Um cenário apurado pelo facto de muitas dessas alternativas estarem ativas há vários anos e continuarem a ser as preferidas de vários utilizadores.

Twitter

Exemplos disso são os clientes como o Tweetbot ou Twitterrific que permanecem nos smartphones dos utilizadores há vários anos. Pese embora algumas limitações de API, estes clientes oferecem alguns recursos que nem sequer a app oficial oferece aos utilizadores.

Programadores estão furiosos com a posição do Twitter

O sentimento de revolta para com a rede social levantou-se quando aplicações de terceiros deixaram subitamente de funcionar. Há data, os programadores procuraram esclarecimentos junto da rede social para reverter o estado de suspensão das suas apps.

Esses esclarecimentos ainda não foram prestados e isso só inflaciona o sentimento de revolta juntos dos programadores. Alguns acabaram mesmo por retirar as suas propostas das principais lojas de aplicações.

No caso do cliente Twitterrific, já foi emitido um comunicado a dar conta da descontinuação desta aplicação após 16 anos de existência. Os seus responsáveis apelam aos utilizadores que não peçam reembolsos, pois isso afetaria negativamente as finanças da empresa.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.