Samsung Galaxy S8

O Samsung Galaxy S8 está a chegar ao mercado. Lentamente, todos aqueles que investiram um grande valor nos novos topos de gama da Samsung começam a receber o tão esperado investimento.

Os novos equipamentos da empresa sul-coreana são quase perfeitos. O smartphones dão-nos um design elegante, qualidade de construção sublime e um ecrã tão poderoso que é difícil de o traduzir para palavras.

   

Vê ainda: OnePlus 5: Nova imagem confirma dupla câmara traseira!

Podia falar do leitor de impressões digitais no local errado, ou o facto de não nos dar áudio estéreo, contudo, deixaremos tudo isso para a nossa review completa que estará aqui no site e no canal do Youtube nas próximas semanas.

Se és daqueles que gosta de um smartphone sem capinhas ou películas de proteção é bom que tenhas cuidado com o novo Samsung Galaxy S8. De acordo com novas informações, trocar um ecrã do Samsung Galaxy S8 custará ao utilizador 250€.

Este foi o valor fornecido a todos os reparadores oficiais da Samsung e atenção que aqui falamos só e apenas do Galaxy S8. Se tiveres o azar de partir o modelo S8+ terás de abonar 330€ por um ecrã novo da Samsung.

Trocar um ecrã do Samsung Galaxy S8 sairá mais caro que comprar um  smartphone de gama-média

Escusado será dizer que terás outras possibilidades caso o azar bata à porta. Pessoalmente sou um craque a partir ecrãs e smartphones, por isso consegui introduzir os meus smartphones numa seguradora que me tem vindo a salvar uns trocos. (isto no Reino Unido)

Em Portugal as coisas não são assim tão simples, porém, se na altura de compra te derem essa possibilidade, nada melhor do que fazeres as contas e salvares um pouco do teu investimento em situações de menos sorte.

O Samsung Galaxy S8 e Galaxy S8+ chega às lojas para todo o público no final desta semana e a Samsung acredita que este é o smartphone perfeito para aliviar o stress que foi o Samsung Galaxy Note 7.

Outros assuntos relevantes:

Xiaomi Mi 6 versão em cerâmica vai ter disponibilidade limitada

Desbloqueio por reconhecimento facial só será seguro o suficiente depois de 2021

Samsung e LG estarão a desenvolver ecrãs com quatro cantos curvos