TikTok suspendeu esta funcionalidade na Europa

Mónica Marques
Comentar

A rede social TikTok acaba de suspender uma nova atualização que iria implementar a funcionalidade de publicidade personalizada.

Em causa está a legislação vigente na União Europeia referente ao Regulamento Geral de proteção de Dados.

TikTok suspende publicidade personalizada na plataforma europeia

Rede social TikTok
Rede social TikTok evita confronto com autoridades europeias e suspende uma nova atualização para a plataforma na Europa Crédito@KonZografos/Pixabay

A rede social TikTok acaba de ceder e vai suspender uma atualização na Europa que seria disponibilizada amanhã e que iria implementar a funcionalidade de publicidade personalizada. Tudo porque de acordo com os reguladores europeus, a funcionalidade não respeita a política de privacidade e o Regulamento Geral de proteção de Dados, em vigor na União Europeia.

Na prática, tal significa que a plataforma deixa de exigir que os utilizadores concordem em ser rastreados para receber publicidade direcionada (ou personalizada, melhor dizendo).

A nova polémica teve lugar em Itália, uma vez que foi o regulador desse país que alertou para que a mudança que previa pedir o consentimento dos utilizadores para divulgação de anúncios personalizados, baseada num "interesse legítimo" violava a Diretiva de Privacidade Eletrónica daquele país, assim como o Regulamento Geral de proteção de Dados.

De acordo com a legislação em vigor na União Europeia, para que um "interesse legítimo" seja considerado válido para efeitos de processamento de dados pessoais, a plataforma deve efetuar vários testes a fim de avaliar se há uma base legítima para o processamento de informação pessoal.

Acrescente-se ainda a necessidade de considerar os direitos e liberdades dos utilizadores que fornecem as informações pessoais. Dada a enormidade da tarefa para cumprir estes requisitos, a plataforma decidiu suspender a atualização e, consequentemente, a funcionalidade.

Especialistas questionam a necessidade de publicidade personalizada

Mas não foram apenas as vozes dos legisladores que se fizeram ouvir contra a nova atualização da rede social TikTok. Vários especialistas em privacidade vieram também a público questionar a necessidade de expor os utilizadores a publicidade personalizada.

Esses mesmos especialistas têm dúvidas sobre se a também conhecida como publicidade comportamental traz benefícios aos utilizadores para que estes forneçam deliberadamente os seus dados pessoais.

Mas a rede social ainda tentou defender-se perante todas estas vozes, afirmando que acredita que a "publicidade personalizada fornece uma melhor experiência na aplicação para a nossa comunidade".

A plataforma TikTok garantiu ainda que "está comprometida em respeitar a privacidade dos nossos utilizadores, assim como em ser transparente sobre as nossas práticas de privacidade, cumprindo todos os regulamentos".

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.