Tekken 7 – Jogo sólido mas com tremenda escassez de conteúdos

Rui Bacelar
Tekken 7, Tekken, arcade, combate jogo
Jin Kazama, o “posterboy” de Tekken, com uma nova fatiota

Tekken 7, como é tradicional nos jogos da série Tekken tem sido lançado primeiramente nas arcadas no Japão. É algo do meu agrado, ver que ainda existem companhias comprometidas com estas. Este é o novo jogo de combate, seja em modo arcade ou online.

Ainda assim, o que não é tão agradável é esperar cerca de ano e meio por um port para as consolas. O que mais entristece é, durante esse tempo transato, não terem implementado modos para enriquecer o jogo e, consequentemente, justificar a sua compra.

Vê ainda: Xiaomi Mi A2 já se encontra listado online e com preço apelativo

As lutas em Tekken 7 movem-se a uma velocidade frenética, mas agradável o suficiente para a execução de combos com sucesso. É enriquecido com novas mecânicas como o “Rage Art”. É um poderoso ataque especial que sacrifica o bónus de dano que obténs quando tens pouca vida.

As partidas podem ser muito fáceis e truques como o sidestepping podem fazer com que consigas esquivar dos ataques do oponente. No fundo, temos uma ênfase no combate. Porém, ao contrário das prequelas, onde estas possuíam conteúdos adicionais apelativos, Tekken 7 não lança muitos, senão quase inexistentes, modos alternativos.

Tekken 7- o novo "colosso" de combate

Acompanho a série Tekken desde a terceira instalação (considerada como a melhor em toda a saga). Já desde essa altura que estou habituado a cenários “over-the-top” que se podem encontrar. Isto como lutar com ursos, ou modos com bowling à mistura, os quais não me importo, até alegando que estes são a alma da festa. Porém, em detrimento destes modos complementares, temos apenas um modo história. Algo que aprofunda na saga Mishima, que data desde o 1º jogo.

Tekken-7,-Tekken,-arcade,-combate-2 jogo
Este é o mais recente capítulo da saga. Preferes o modo arcade ou online?

A campanha é tecida em momentos dos jogos anteriores e é complementada pelo ponto de vista de um jornalista. Este tenta descobrir como é que uma família mergulhou o mundo inteiro na guerra.

Poucas personagens no "rooster" de Tekken 7?

Aproveitando a deixa; algo que desiludiu bastante, foi o tratamento dado às personagens secundárias. Cada personagem tem APENAS UMA ÚNICA LUTA, com uma espécie de narrativa. Algo que te deixa a ponderar se estes mereciam um tratamento tão deplorável...

Moving on…, todos no roster possuem um estilo de combate único onde nesta versão se mantém tudo dentro do expectável, à excepção de um pequeno pormenor… ONDE É QUE ESTÃO AS PERSONAGENS ICÓNICAS DA SAGA QUE TANTO ADORAMOS??

Não me levem a mal. As opções de personalização trazem algo de bom à saga. Contudo, entre isto e sacrificar personagens memoráveis como Lei Wulong, Anna Williams e Raven, obviamente prefiro a última.

Isto, sendo um fã da saga, é intolerável e um ponto bastante negativo. Algo ainda mais doloroso graças à justificação de que: “As personagens se não estão presentes é porque não são relevantes para os jogadores”. WHAT THE ACTUAL HELL? EU ESPERAVA ESTE GÉNERO DE ATITUDE DA ELECTRONIC ARTS, NÃO DA BAMDAI NAMCO! (crying inside…)

Tekken 7, Tekken, arcade, combate 1 jogo
O roster de personagens tem claras ausências…

Jogar online, depois de te enfadares dos “modos de jogo oferecidos” (acredita que vais…), será mesmo o que te vai restar. Mas, dando crédito onde deve ser dado, o “netcode” presente é bastante bom, oferecendo combates online agradáveis.

Modo Arcade e Online, as facetas do jogo de combate

Aqui não vais ter hipótese de culpar os servidores, te garanto… O matchmaking era, na altura de lançamento, o maior problema de Tekken 7, na versão para PC.

Tenho um colega que tinha esta versão (tenho a versão PS4, don’t @ me…), e dizia-me que era sempre difícil encontrar oponentes online, com vários erros de desconexão. Outro problema, agora para todas as versões, tinha a ver com a escolha de personagens.

Tekken 7, Tekken, arcade, combate 3 jogo
O modo arcade conta com alguns novos trunfos mas...

Como a escolha deste é exibida aos teus adversários, estes, se não quisessem lutar com a personagem que escolheste no momento, simplesmente saíam, sem serem prejudicados.

Era um problema conhecido, que não sei se chegou a ser corrigido (não toco em Tekken 7 há mais de 6 meses), mas independentemente de tudo, o matchmaking em bom funcionamento é algo que o consumidor espera um jogo de luta.

Qual será o futuro deste jogo de combate?

Sendo completamente honesto; Tekken 7 vai atrair poucos fãs novos. Os criadores têm que ter noção que a sua base de adeptos já está (há muito) instalada. Sim, o combate rápido e divertido que sempre conhecemos está melhor que nunca.

A CLARA AUSÊNCIA DE MODOS E PERSONAGENS deixa um sabor amargo. Mesmo 6 meses após a última experiência que tive com o jogo. Se és fã de Tekken, talvez, mas um GRANDE talvez, esta nova sequela poderá interessar-te, sobretudo por causa do modo online.

Poderá o Tekken 7 vir a melhorar?

Contudo, se nunca tiveste o belo prazer de jogar Tekken na vida, não compres este. Puro e duro. Para o efeito recomendo-te qualquer um destes 4: TEKKEN 3, TEKKEN 5, TEKKEN TAG TOURNAMENT, TEKKEN TAG TOURNAMENT 2.

É triste não poder recomendar a entrada mais recente na série. Isto simplesmente por, no prazo de ano e meio que tiveram, não se preocuparam em desenvolver modos. OU RECICLAR OS JÁ EXISTENTES. Demonstra falta de compromisso para com os fãs de longa data desta infame série. Então a falta de personagens nem se fala…

A minha nota final para Tekken 7 é de 4 em 10. Com companhias cada vez mais pressionadas para fazer mais e melhor, Tekken 7 tenta justificar a sua compra apenas com o combate e com o “lore” do modo história. Algo que nos dias de hoje não chega.

Podem ter a certeza que, caso adicionem as personagens clássicas como DLC pago no futuro, terão um artigo dedicado a essa “estratégia” …

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy Watch chegará mesmo com o Galaxy Note 9

Nokia X5 é oficial: Ecrã com notch, especificações e preço aceitáveis

Huawei Honor Note 10: Imagem mostra-nos o grande ecrã do smartphone

Artigo de Bruno Santos para a 4gnews

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.