Starbucks e Alibaba criam parceria estratégia no mercado chinês

Pedro Henrique

Starbucks AlibabaA Starbucks e a famosa Alibaba criaram uma nova parceria que, tal como não poderia deixar de ser, é tão estratégica quanto possível. O objetivo passará pela introdução massiva da gigante norte-americana naquele que é um mercado com potencial de crescimento imensurável.

De acordo com a fonte da notícia, a Starbucks, em parceria com a Alibaba e outras empresas do mesmo grupo, garantiu que será já a partir do próximo mês que ficará mais próxima dos consumidores. Mais propriamente, tendo em consideração apenas 150 lojas do grupo.

Vê ainda: Microsoft – O que deverá chegar ao Windows 10 em 2019

No entanto, se a sua entrada passará apenas e só por Beijing e Shanghai, no final do ano, a empresa vendedora de cafés e outras bebidas alcançará 2000 lojas distintas, por mais de 30 cidades diferentes. Impressionante? Sim, sem dúvida alguma.

Ora, esta foi a forma que a Starbucks encontrou para se fixar num mercado cada vez mais concorrido. Até que ponto é que será bem-sucedida? Bem. Isso é outra história.

Duas empresas sonantes à sua medida...Alibaba e Starbucks!

A grande verdade é que não foi só a cultura asiática que se fez integrar em cidades dos Estados Unidos da América, como Nova Iorque ou São Francisco. O mesmo acontece, ainda que de uma forma totalmente diferente, no outro lado do mundo.

Logo, a presença de uma empresa como a Starbcuks, no tempo certo, num país como a China é absolutamente essencial. O mercado é demasiado grande para ser ignorado por essa ou outra empresa.

E lá está, ninguém melhor que a própria Alibaba para se aliar à gigante dos cafés antes que outra o fizesse. Seja como for, veremos no que dará tal aposta.

Fica, por isso, atento(a) às notícias aqui, em 4gnews.pt, para que não percas nenhum detalhe acerca deste e de outros temas relacionados com a tecnologia falada em português.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Google Maps – Novo recurso poderá não ser do agrado de todos

Resident Evil 2 Remake inspira a Capcom a explorar mais ‘remakes’

Samsung Galaxy Note 7: O desastre que a empresa não quer recordar

Fonte

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.