Spotify lança 'caça' a quem abusa do Plano Familiar

Bruno Coelho
Comentar

A regulamentação está patente na última versão dos Termos e Condições do serviço. O Spotify vai começar a requerer que todos os utilizadores do Plano Familiar provem que vivem no mesmo endereço.

Esta é agora uma condição não apenas para o “dono” da subscrição, mas para todos os que fazem parte da “família”. Esta verificação vai começar a ser feita de “tempos a tempos”, para que os abusos do serviço diminuam.

Spotify Premium Plano Familiar

Plano Familiar pode abarcar 6 contas por 10,99€

O Plano Familiar permite que 6 utilizadores possam partilhar um plano, com contas distintas, pagando no total 10,99€. Como o próprio nome indica, este é um plano destinado a famílias, mas que ao longo do tempo tem levado a abusos por parte de utilizadores que não são da mesma família.

Novas contas que adiram ao serviço vão agora ser verificadas através do Google Maps. Ou seja, o serviço de da Google vai verificar se o endereço indicado é o de todos os membros, e será pedida uma verificação regular.

O Spotify afirma reservar-se no direito de “cessar ou suspender o acesso ao Spotify Premium para Famílias” a contas que violem os limites geográficos. De ressalvar que quase metade dos utilizadores pagantes do Spotify utilizam este plano.

Este é o tipo de verificação que coloca utilizadores que não gostem de partilhar a sua localização em cheque. No entanto, é a única forma de o Spotify verificar abusos no serviço. Resta saber até que ponto não perderá muitos clientes com esta medida.

Consulta os Termos e Condições do Spotify Premium para Famílias

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.